Real Madrid deixa de jogar no Estádio Santiago Bernabéu

O presidente Florentino Pérez informou os sócios que os seis jogos em casa que faltam disputar na Liga espanhola vão realizar-se no centro de treinos.

O Real Madrid vai disputar os restantes jogos da Liga espanhola na condição de visitado no estádio Alfredo di Stéfano, no centro de treinos do clube, em Valdebebas, informou esta segunda-feira o presidente Florentino Pérez através de uma carta enviada aos sócios do clube.

O líder dos merengues explicou que tendo em conta "a impossibilidade de haver adeptos presentes nas bancadas", devido à pandemia de covid-19, o Real Madrid vai trocar o Estádio Santiago Bernabéu pelo recinto do centro de treinos até final da temporada.

Esta alteração vai permitir que as obras de remodelação previstas para o Santiago Bernabéu avancem no imediato. "Tomámos a decisão de jogar no estádio Alfredo di Stéfano, na nossa cidade desportiva, todas as partidas em que vamos atuar na condição de visitados. Esta decisão vai permitir avançar com as obras no Estádio Santiago Bernabéu", transmitiu Florentino Pérez.

Florentino Pérez comunicou ainda que o clube está a tentar encontrar a melhor forma de ressarcir os adeptos que tinham adquirido bilhete de época e que não vão poder assistir aos encontros no estádio, face à crise mundial de saúde pública.

Os últimos seis jogos do Real Madrid em casa vão ser disputados em Valdebebas, o primeiro dos quais diante do Eibar, em 14 de junho, a contar para a 28.ª jornada, que marca o recomeço da prova. Os merengues vão ainda receber Valência, Maiorca, Getafe, Alavés e Villarreal.

A Liga espanhola arranca dia 11 com o dérbi andaluz entre o Sevilha, de Rony Lopes, e o Betis, de William Carvalho.

Caso se cumpram todos os prazos, e quando ainda faltam disputar 11 jornadas, a Liga espanhola ficará concluída no fim de semana de 18 e 19 de julho, numa decisão de regresso que engloba a II Liga, parada desde a 31.ª de 42 jornadas.

Outras Notícias

Outros conteúdos GMG