PSG apurado e Man. City arranca empate com um defesa à baliza

Um golo de Icardi chegou para os parisienses fazerem a festa. A equipa de Guardiola ficou sem os dois guarda-redes durante o jogo com a Atalanta e teve de colocar Kyle Walker à baliza. O sul-coreano Son bisou e pediu desculpa a André Gomes pelo lance da lesão do português.

O Manchester City teve esta quarta-feira uma noite invulgar na Liga dos Campeões, em Milão, frente à Atalanta, ao terminar o jogo com o defesa-direito Keylor Navas depois da expulsão de Claudio Bravo, que tinha entrado ao intrevalo a substituir o lesionado Ederson Moraes. Ainda assim conseguiu segurar o empate 1-1, que mantém a equipa na liderança do grupo C.

Tudo apontava para que fosse um jogo tranquilo para a equipa de Pep Guardiola, que contou com João Cancelo e Bernardo Silva como titulares, afinal Raheem Sterling abriu o marcador logo aos sete minutos. Contudo, o azar começou à beira do intervalo quando Gabriel Jesus falhou de forma escandalosa um penálti, com um remate que saiu bem ao lado da baliza defendida por Gollini.

Na segunda parte, já sem Ederson, o croata Mario Pasalic fez o empate para a Atalanta, que aos 81 minutos ficou em vantagem numérica em campo, quando Claudio Bravo saiu da baliza para tentar cortar a bola e derrubou Josip Ilicic, que seguia isolado. A expulsão do guarda-redes obrigou Guardiola a fazer entrar Kyle Walker para a baliza, substituindo Riyad Mahrez. Só que o livre saiu direitinho para as mãos do guarda-redes improvisado, que nunca mais foi incomodado no jogo, pois os jogadores do Manchester City seguraram a bola nos dez minutos que se jogaram.

No outro jogo do grupo também não faltaram incidentes. O Shakhtar Donetsk treinado por Luís Castro foi à Croácia empatar 3-3 como Dínamo Zagreb e até se colocou em vantagem com um golo do brasileiro Alan Patrick aos 13 minutos. Só que ainda antes do intervalo a equipa da casa empatou por Bruno Petkovic.

Os últimos 15 minutos foram de loucos com uma expulsão para cada lado e Ivanusec e Ademi a marcarem para o Dínamo aos 83 e 89 minutos. Quando os croatas pareciam ter garantido os três pontos, Júnior Moraes (90'+3) e Tetê (90'+8) na cobrança de um penálti acabaram por conseguir um empate milagroso. As duas equipas mantêm-se assim empatadas no segundo lugar com cinco pontos, quando faltam cumprir duas jornadas.

Icardi garante apuramento ao PSG

O Paris Saint-Germain garantiu o apuramento para os oitavos-de-final ao ir à Bélgica vencer o Club Brugge por 1-0. Valeu o golo de Mauro Icardi aos 21 minutos, mas também o guarda-redes Keylor Navas que defendeu um penálti cobrado por Mbaye Diagne.

No outro jogo do grupo A, o Real Madrid goleou o Galatasaray por 6-0 e ficou mais confortável no segundo lugar. A grande estrela da noite no Santiago Bernabéu foi o jovem brasileiro Rodrygo, com um hat trick e uma assistência para um dos dois golos de Benzema. Sergio Ramos também marcou, de penálti, ainda na primeira parte.

Atlético derrotado em Leverkusen

Poucas horas depois de a Juventus ter garantido o apuramento com um triunfo diante do Lokomotiv Moscovo, o Atlético de Madrid não conseguiu seguir as pisadas, pois foi derrotado por 2-1 na Alemanha diante do Bayer Leverkusen, que assim somou os primeiros pontos no grupo D.

Sem João Félix, ainda a recuperar de lesão, os colchoneros viram-se em desvantagem já perto do intervalo devido a um autogolo de Thomas Partey, tendo Kevin Volland feito o segundo golo dos alemães aos 55 minutos. Foi já nos no tempo extra, com o Leverkusen a jogar com dez devido à expulsão Amiri, que Álvaro Morata reduziu.

Son bisa e pede desculpa a André Gomes

No grupo B, o Bayern Munique confirmou o apuramento já com os jogadores em casa depois de vencerem o Olympiacos (2-0). E tudo graças ao Tottenham, que foi a Belgrado golear o Estrela Vermelha por 4-0.

Três dias depois do desespero por ter estado envolvido no lance que lesionou gravemente André Gomes, Son Heung-min teve uma noite de alegria ao marcar o segundo e terceiro golos dos londrinos. O sul-coreano não esqueceu o internacional português e no momento em que devia festejar juntou as mãos e pediu desculpa...

Antes desse momento, o argentino Lo Celso tinha adiantado os spurs no marcador, tendo as contas sido fechadas pelo dinamarquês Christian Eriksen. O Tottenham ficou desta forma muito perto dos oitavos-de-final, pois deixou o Estrela Vermelha a quatro pontos e tem o Olympiacos já fora das contas com apenas um ponto conquistado.