O cinzento adeus do FC Porto à Liga Europa

Os dragões perderam esta quinta-feira com o Bayer Leverkusen, por 3-1, e foram eliminados da Liga Europa. Já tinham perdido na Alemanha por 2-1.

A estratégia de Sérgio Conceição não funcionou e o FC Porto voltou a cair nos 16-avos-de-final frente a uma equipa alemã. Depois de no ano passado ter sido eliminado pelo Borussia Dortmund, desta vez os dragões caíram frente ao Bayer Leverkusen, após uma derrota pesada (3-1) no Dragão, esta quinta-feira. Já tinham perdido na Alemanha por 2-1.

O FC Porto precisava marcar pelo menos um golo e cedo Sérgio Oliveira mostrou as intenções portistas. Aos três minutos o médio criativo levou bem a bola até à linha de fundo e cruzou, mas Hradecky adivinhou-lhe os pensamentos. Do outro lado os alemães do Bayer Leverkusen, mais tranquilos e com um golo de vantagem, não se ficaram pelos avisos. Aos 10 minutos Lucas Alario desbloqueou o marcador depois de grande jogada de Demirbay pelo meio, que ultrapassou dois adversários e deu em Havertz, que assistiu o argentino. O fiscal de linha marcou fora de jogo a Alario e a esperança portista manteve-se em suspense por alguns minutos... até o VAR validar o golo e gelar o Dragão.

A equipa de Sérgio Conceição passava agora a necessitar de marcar pelo menos dois golos, mas o meio campo defenia mal as saída para o ataque e a bola não chegava em boas condições a Zé Luís e Marega. Esse era apenas um dos problemas. A outra era a intranquilidade defensiva, que permitiu aos alemães entrar na área portista sem pedir licença.

Com Zé Luís no lugar de Soares e Corona em vez de Manafá no lado direito da defesa, o FC Porto mostrava muita dificuldade a travar os lances individuais dos tecnicistas alemães. À passagem da meia hora a segunda contrariedade para os dragões, Luis Díaz lesionou-se sozinho e pediu a substituição. Sérgio Conceição teve de mexer equipa e meter Nakajima em jogo, enquanto Soares e Aboubakar iam para o aquecimento. Só aos 40 minutos, o treinador do FC Porto teve uma oportunidade de golo para a amostra - cabeceamento de Otávio -, pouco para quem precisa de golos para dar a volta a eliminatória.

Equipa desnorteou-se com tática de três centrais

O intervalo chegou com os dragões a perder e for a da Liga Europa. Um cenário que obrigava a mexidas drásticas para o segundo tempo. Sérgio Conceição meteu Pepe em jogo e tirou Uribe, passando a jogar com três centrais e fazendo dessa foram subir o bloco portista, pressionar à saída da bola da área alemã, ganhar mais segundas bolas e ganhar duelos físicos. A estratégia saiu furada ao técnico do FC Porto, que aos 50 minutos viu a equipa comprometer defensivamente e permitir o 2-0 ao Bayer. Marchesin ainda travou o remate de Diaby, mas a bola sobrou para Havertz que assistiu Demirbay.

A má notícia para os portistas é que ainda faltava muito por jogar e o descalabro não parou por aqui. Os nervos tomaram conta da equipa e Marchesín acabou a sofrer mais um. Mais uma vez a defesa foi apanhada em inferioridade e Havertz bateu o guardião portista, que ainda defendeu um primeiro remate de Diaby. O Dragão voltava a ver três golos adversários depois do jogo com o Krasnodar.

Aos 66 minutos Marega ainda reduziu, mas já não havia tempo nem engenho para operar uma reviravolta. E as coisas ainda iriam piorar. Soares foi expulso aos 85 minutos por dar uma cotovelada no adversário e pasme-se... os adeptos aplaudiram-no de pé à saída. Antes do fim do jogo, o maliano podia ter bisado, assim como o Bayer podia ter chegado à goleada.

Os dragões falharam assim o acesso aos oitavos de final da Liga Europa, prova que já venceram por duas vezes (2003 e 2011).

Veja os golos

1-0 Alario (Bayer)

2-0 Demirbay (Bayer)

3-0 Havertz (Bayer)

3-1 Marega (FC Porto)

FICHA DE JOGO

Jogo no Estádio do Dragão, no Porto

FC Porto - Bayer Leverkusen, 1-3

Marcadores: 0-1, Lucas Alario, 10 minutos; 0-2, Kerem Demirbay, 50'; 0-3, Kai Havertz, 57'; 1-3, Marega, 65'.

Equipas:

FC Porto: Marchesín, Corona, Mbemba, Marcano, Alex Telles, Otávio, Sérgio Oliveira, Uribe (Pepe, 46), Luis Díaz (Nakajima, 29), Marega e Zé Luís (Soares, 64)

Treinador: Sérgio Conceição

Bayer Leverkusen: Lukas Hradecky, Lars Bender (Mitchell Weiser, 46), Jonathan Tah, Sven Bender (Aleksandar Dragovic, 67), Tapsoba, Daley Sinkgraven, Kai Havertz, Kerem Demirbay, Nadiem Amiri, Lucas Alario e Diaby (Leon Bailey, 83)

Treinador: Peter Bosz

Árbitro: Istvan Kovacs (Roménia)

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG