Mourinho deu primeira parte de avanço e acabou derrotado pelo Leipzig

Spurs perderam esta quarta-feira com os alemães (1-0), na primeira mão dos oitavos de final da Liga dos Campeões.

O Tottenham de Mourinho perdeu com o RB Leipzig, por 1-0, mas segue vivo para a segunda mão, a jogar na Alemanha no dia 10 de março. Esta quarta-feira, em Londres, um golo de Timo Werner, marcado de grande penalidade, decidiu o jogo.

Ambas as equipas tinham baixas de peso. Mourinho não contou com Heung-min Son, Harry Kane, Moussa Sissoko e Juan Foyth por lesão, enquanto os alemães estiveram privados de Dayot Upamecano (castigo) e Willi Orban e Ibrahima Konaté, por motivos físicos.

Entrou melhor o RB Leipzig que aos cinco minutos de jogo já tinham levado a bola à baliza de Lloris por três vezes. Os spurs, com português Gedson Fernandes a titular (saiu aos 65 minutos), iam sacudindo a pressão como podiam. A equipa de Mourinho tinha menos bola e raramente chegou à baliza adversária. Conseguir chegar ao intervalo sem sofrer golos apesar das dez tentativas alemãs nos primeiros 45 minutos foi obra...

No segundo tempo, o Leipzig chegou mesmo ao golo. Uma grande penalidade cometida por Ben Davies de forma infantil, que não foi desperdiçada por Timo Werner. A perder por 1-0 os spurs chegaram finalmente à baliza de Péter Gulácsi, mas o remate de Lo Celso encontrou as mãos do guarda-redes alemão, que lançou um rápido contra ataque que quase resultava no 2-0. Lloris impediu o golo de Patrik Schick com categoria.

Lo Celso teve o empate nos pés aos 73 minutos na marcação de um livre direto, mas a bola foi desviada por Gulácsi para o poste. Mourinho levava as mãos à cabeça e não foi a última vez que entrou em desespero com os falhanços da equipa. Perto do final do jogo foi Lamela a estar perto do empate na marcação de um livre direto, que Gulácsi desviou para canto.

O Tottenham melhorou no segundo tempo e fez por merecer o empate, mas nem Lucas Moura nem Winks acertaram na baliza e o resultado não se alterou.

No outro jogo da noite, a Atalanta surpreendeu o Valência, que contou com o português Gonçalo Guedes. Os italianos entraram fortes no jogo e ao intervalo já venciam, por 2-0 (Hans Hateboer aos 16 minutos e Josip Iličiće aos 42'), e com a particularidade de não terem permitido qualquer remate com perigo à equipa espanhola nos primeiros 45 minutos de jogo.

No segundo tempo, os italianos ampliaram a vantagem com golos de Remo Freuler (57') e Hans Hateboer (63'), que assim bisou no jogo. A perder por quatro, Celades mexeu na equipa e tirou Guedes para dar lugar a Cheryshev, que fez o 4-1 assim que entrou.

A Atalanta viveu assim uma noite de sonho e leva três golos de vantagem quando for a Valência, na segunda mão dos oitavos de final.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG