Liverpool não perde há 40 jogos mas há um recorde que dura há mais de 30 anos

A equipa de Klopp vai numa incrível série sem derrotas na liga inglesa que dura desde janeiro de 2019. Mas na década de 1980, o mágico Steaua de Bucareste passou a centena. Benfica e FC Porto também têm bons registos.

O Liverpool está na moda. A equipa inglesa treinada pelo alemão Jürgen Klopp vai numa série de 40 jogos sem perder na liga inglesa e caminha a passos largos para conquistar o título de campeão que lhe foge há 30 anos, pois a diferença para o Manchester City (e com menos um jogo) é já de 16 pontos. Esta noite os resd têm mais um teste à invencibilidade, com uma deslocação ao campo do West Ham que pode aumentar a série para 41 jogos.

É de facto uma série incrível de invencibilidade, mas na história do futebol há vários exemplos que superam esta marca dos reds. Até em Inglaterra, onde o Arsenal esteve 49 jornadas na Premier League sem sofrer qualquer derrota, inclusivamente toda a época de 2003-04. Um registo que o Liverpool pode ainda bater no decorrer desta temporada.

Mas o campeão da invencibilidade, só contabilizando ligas europeias, é o Steaua de Bucareste, a histórica equipa romena que chegou a estar 104 jogos consecutivos no campeonato do seu país sem sofrer derrotas. A façanha histórica aconteceu na década de 1980, mais concretamente entre junho de 1986 e setembro de 1989.

Eram outros tempos, em que as equipas do Leste conseguiam rivalizar com alguns dos maiores colossos europeus. O melhor exemplo disso foi a Taça dos Campeões Europeus conquistada pelo Steaua, depois de bater na final o poderoso Barcelona, no desempate por grandes penalidades, na edição de 1985-86.

Foi precisamente depois deste triunfo histórico nas competições europeias que o emblema romeno deu início a um domínio a nível interno que resultou em 104 jogos sem somar derrotas. Sob a batuta de Anghel Irdanescu, que substituiu Emerich Jenei, a equipa de Bucareste tinha no plantel craques como Miodrag Belodedici, Laszlo Bölöni, Marius Lacatuş, Hagi, Victor Piţurca, Gavril Balint e o guarda-redes Duckadam, o herói da final da Taça dos Campeões.

E de junho de 1986 e setembro de 1989 nenhuma equipa na Roménia conseguiu vencer o Steaua em jogos a contar para o campeonato. Na liga romena de 1986-87, o Steaua conquistou o campeonato com 25 vitórias e nove empates. Em 1987-88 foi mais um passeio a nível interno, voltando a conquistar o troféu com 30 vitórias e quatro empates. E na temporada a invencibilidade manteve-se, com mais um troféu e terminado a liga com 31 vitórias e três empates.

A revolução romena em 1989 e o fim do regime comunista de Nicolae Ceausescu coincidiram com o final do mágico Steaua de Bucareste, que viu sair jogadores importantes como Hagi, Lacatus, Petrescu, Iovan e Stoica. E com isso o clube perdeu a invencibilidade ao fim de 104 jogos, numa partida do campeonato frente ao rival Dínamo de Bucareste, que haveria de sagrar-se campeão com mais um ponto.

Entre as maiores séries de sempre de invencibilidade na Europa há também lugar para o Lincoln, a primeira equipa de Gibratar a atuar nas provas europeias, em 2014. O modesto clube esteve entre 9 de maio de 2009 e 19 de setembro de 2014 sem perder qualquer jogo na I Divisão de Gibraltar, num total de 88 jogos, o que corresponde à maior série de sempre de dias sem perder em escalões principais do futebol europeu. Esta série invencível surgiu no meio de 14 títulos de campeão seguidos, conquistados entre 2002/03 e 2015/16, com a qual o clube igualou o recorde europeu do Skonto, da Letónia.

Na Moldávia há também um grande exemplo. O Sheriff esteve 63 jogos sem sofrer derrotas, entre 2006 e 2008, sob o comando do treinador bielorrusso Leonid Kuchuk. Uma série que foi interrompida em março de 2008, quando foram derrotados pelo Zimbru.

Também o Celtic, treinado por Willie Maley, estabeleceu um recorde de invencibilidade entre as equipas do Reino Unido, somando 62 jogos sem derrotas entre 1915 e 1917, série na qual se incluem mesmo dois encontros disputados no mesmo dia, frente ao Raith Rovers e ao Motherwell. Patsy Gallagher e Jimmy 'Napoleão' McMenemy eram, na altura, as estrelas de uma equipa onde pontificava também Alec McNair, que ostenta o recorde do maior número de jogos disputados pelo clube (604).

O AC Milan também figura no lote de clubes com maior registo de invencibilidade. A equipa italiana que se sagrou campeã da Europa em 1989 e 1990, sob a batuta de Arrigo Sacchi, não sofreu derrotas no campeonato italiano entre 1991 e 1993, nesta altura já com Fabio Capello como treinador. Em 1991-92 terminaram mesmo a Serie A sem derrotas.

Em Portugal, o melhor registo de invencibilidade no campeonato pertence ao Benfica. O clube da Luz, treinado pelo inglês John Mortimore, esteve 56 jogos sem conhecer a derrota, entre outubro de 1976 e o final de agosto de 1978, quando foram derrotados por 1-0 no Porto, numa equipa onde alinhavam futebolistas como Fernando Chalana, Humberto Coelho, Toni, Nené, Manuel Bento, Shéu, João Alves e Minervino Pietra.

Curiosamente, em 2012, o FC Porto esteve muito perto de bater este registo, ficando a um jogo de igualar o recorde. A série de invencibilidade dos dragões começou em março de 2010 ainda com Jesualdo Ferreira como treinador, prosseguiu no reinado de André Villas-Boas, mas acabou por terminar já com Vítor Pereira no comando da equipa, quando o FC Porto foi derrotado por 3-1 em casa do Gil Vicente e ficou-se pelos 55 jogos sem perder no campeonato, a um do recorde do Benfica.

O Steaua de Bucareste detém o recorde a nível de clubes europeus de maior registo de invencibilidade. Mas se considerarmos o mundo inteiro e ligas menores, existe uma equipa que bate esta marca. Entre 1989 e 1994, o ASEC Mimosas, da Costa do marfim, conseguiu estar imbatível durante 108 jogos do campeonato. Esta sequência histórica chegou ao fim após uma derrota por 2-1 com o SO Armée.

Outras Notícias

Outros conteúdos GMG