José Couceiro admite pausa dos campeonatos a meio da época

O diretor técnico da FPF explicou no final da reunião com os treinadores da I Liga que há um conjunto de recomendações com vista à melhoria da qualidade dos jogos em Portugal

José Couceiro, diretor técnico da Federação Portuguesa de Futebol (FPF), admite que as competições de futebol possam parar à semelhança de outros países e assume que o calendário possa ser revisto. Estas foram as principais ideias saídas da reunião dos treinadores da I Liga que se realizou esta terça-feira na Cidade do Futebol, em Oeiras.

"Fizemos aqui uma abordagem técnica para que se possa criar debate entre treinadores da I Liga. A intenção é fazermos abordarmos questões relacionadas com a planificação, ordem técnica e melhoria da qualidade do jogo", começou por dizer José Couceiro, admitindo que houve vários "aspetos importantes que foram debatidos", entre os quais o tempo útil de jogo nas partidas da Liga.

Ainda assim, o diretor técnico da FPF deixou a garantia de que da reunião não saíram quaisquer exigências por parte dos técnicos. "Fizemos uma análise ao atual quadro competitivo, à distribuição de jogos ao longo da época, sendo que nesta altura do ano a competição é muito intensa. Nesse sentido, sai daqui uma recomendação para que tenhamos um campeonato melhor, com mais qualidade de jogo, pensando sempre no que é melhor para os jogadores", frisou.

Nesse sentido, Couceiro admitiu que "é possível" diluir mais os jogos ao longo da temporada, distribuindo-os "de forma diferente", admitindo mesmo a possibilidade de uma pausa no inverno. "As ligas espanhola, francesa, alemã, italiana, holandesa e belga param, por isso nós também podemos fazê-lo porque a recuperação dos jogadores é decisiva para a qualidade do jogo", admitiu.

José Couceiro afirmou ainda que existe a necessidade de "resolver questões estruturais, relacionadas com a qualidade dos relvados, mas também culturais". "Houve uma série de fatores abordados e que ainda serão objeto de análise em futuros contactos. Chegámos a conclusão que vamos ter de ter um entendimento mais alargado para melhorar a qualidade do espetáculo em Portugal", adiantou.

Dos treinadores da I Liga apenas não estiveram presentes Petit (Marítimo), Tiago Fernandes (Desp. Chaves) e Daniel Ramos (Rio Ave). No encontro participaram ainda José Pereira, presidente da Associação Nacional de Treinadores de Futebol, e André Seabra, diretor da Portugal Football School.

Ler mais

Exclusivos