Fernando Santos: "Faltam quatro vitórias para conquistar o apuramento"

O selecionador nacional admitiu que a equipa das quinas não esteve bem organizada e referiu que os quatro golos de Ronaldo são "a prova clara e inequívoca que é o melhor jogador do mundo".

"Somos melhores e ganhámos por isso." Foi assim que Fernando Santos, selecionador nacional, resumiu de forma pragmática a vitória de Portugal na Lituânia, por 5-1, na fase de apuramento para o Euro 2020.

"São três pontos importantes, demos sequência à vitória na Sérvia e estamos mais perto. Faltam quatro vitórias para conquistar o apuramento, são quatro finais para chegarmos ao fim no primeiro lugar do grupo", acrescentou, admitindo algumas falhas da equipa: "Em termos de organização não estivemos bem, responsabilidade minha, seguramente. Deixámos o jogo partir, era isso que a Lituânia preferia para a tentar a velocidade. Devíamos ter controlado bem o jogo, como fizemos na segunda parte."

Fernando Santos diz acreditar que os seus jogadores "têm capacidade para acabar em primeiro lugar" e questionado sobre o póquer de Cristiano Ronaldo respondeu de forma direta: "É o melhor do mundo. É a prova clara e inequívoca que é o melhor jogador do mundo." "O jogador depende sempre da equipa. Se a equipa não ajudar, fica mais difícil, mas quando a equipa ajuda, o Cristiano faz isto. Está no topo há quinze anos. Foi meu jogador em 2003, no Sporting, e já era assim. Não me surpreende, pois conheço-o bem e ainda vai durar alguns anos assim. Cai o Carmo e a Trindade se ele não marca, que já está acabado...os outros é que têm de ter cuidado com o Cristiano que ele nunca acaba", sublinhou.

Por sua vez, o médio Rúben Neves começou por "agradecer muito" aos portugueses que estiveram nas bancadas a apoiar a seleção. "A tantos quilómetros de distância, vieram em grande número e a vitória é para eles", frisou, admitindo que a equipa "não esteve tão bem no aspeto defensivo na primeira parte", realçando que após o intervalo as coisas mudaram: "Ajustámos alguma coisa no nosso jogo e conseguimos sair daqui com a vitória. Sabemos que temos mais quatro jogos pela frente e, portanto, vamos lutar nos nossos limites e ganhar cada um deles para marcar presença no Europeu."

O avançado João Félix lamentou não se ter estreado a marcar pela seleção nacional: "Há jogos assim, que a bola não quer entrar, mas o mais importante é a vitória e os três pontos. Nunca há jogos fáceis nos jogos entre seleções, pois estão presentes os melhores jogadores de cada país. Eles estiveram muito bem, mas, com o decorrer do jogo, conseguimos fazer mais golos e sair daqui com a vitória."

Finalmente, Rafa Silva, que foi lançado na segunda parte do jogo, garantiu que "não faltou tranquilidade" à equipa. "Sabíamos que ia ser um jogo difícil, num campo sintético, que não estamos habituados. É complicado, mas a equipa soube reagir bem a isso, esteve muito bem na partida e ganhámos"

Exclusivos

Premium

Maria Antónia de Almeida Santos

Uma opinião sustentável

De um ponto de vista global e a nível histórico, poucos conceitos têm sido tão úteis e operativos como o do desenvolvimento sustentável. Trouxe-nos a noção do sistémico, no sentido em que cimentou a ideia de que as ações, individuais ou em grupo, têm reflexo no conjunto de todos. Semeou também a consciência do "sustentável" como algo capaz de suprir as necessidades do presente sem comprometer o futuro do planeta. Na sequência, surgiu também o pressuposto de que a diversidade cultural é tão importante como a biodiversidade e, hoje, a pobreza no mundo, a inclusão, a demografia e a migração entram na ordem do dia da discussão mundial.