Fernando Santos: "O árbitro convidou-me a ir à cabine e pediu desculpa"

Selecionador revela que juiz da partida o convidou a ver lance polémico no balneário, logo após o final do Portugal-Sérvia, e que admitiu ter errado: "Era penálti"

Fernando Santos era um homem revoltado no final da partida que resultou no segundo empate consecutivo de Portugal, em casa, no arranque da qualificação para o Euro 2020. O lance do penálti inicialmente assinalado pelo árbitro aos 74 minutos, mas depois revertido por influência de um árbitro-assistente, não era fácil de engolir. Ainda para mais quando, revelou o selecionador perante as câmaras da RTP, o juiz da partida reconheceu o erro no final.

"O árbitro convidou-me para ir à cabine dele no final ver o lance com ele. Não tenho dúvidas de que era penálti e ele também não teve. Ele disse que era penálti e pediu-me desculpas. Mas de que me adianta agora?", disse, visivelmente irritado, Fernando Santos, atirando-se ao assistente que indicou a reversão da decisão inicial. "Como é possível alguém a 40 metros, sem condição de visibilidade clara do lance, vir dizer que não é penálti?".

Fernando Santos aproveitou o lance para apelar à introdução do vídeo-árbitro também nestes jogos de qualificação para o Europeu. "O VAR tem que estar em todos jogos. Em dois jogos já são duas decisões que poderiam ter tido desfecho diferente".

Polémicas de arbitragem à parte, o selecionador nacional disse que "Portugal não ganhou porque a Sérvia fez um bom jogo também". Mas salientou que "Portugal criou inúmeras ocasiões de golo e só à bomba conseguiu marcar". "Dominámos o jogo perante uma equipa da Sérvia que tem muito talento também, mas nós fomos muito superiores... Só que não marcámos", lamentou.

Quanto às contas do grupo, depois destes dois empates iniciais com Ucrânia e Sérvia, Fernando Santos admitiu: "Não é favorável, não. Não podemos dizer que não se passa nada. Passa. O que é verdade é que temos dois pontos. Agora, temos qualidade, tem raça e temos querer para os seis jogos que faltam. E para chegar ir à Ucrânia e à Sérvia vencer os jogos".

Ler mais

Exclusivos