Carlos Andrade não vai continuar no Benfica

Ex-basquetebolista terminou a carreira de jogador e teve um convite para ser team manager, ocupando o lugar de Diogo Carreira, mas não chegou a entendimento financeiro. Filho de João Rodrigues no hóquei encarnado

Carlos Andrade, que terminou a carreira de basquetebolista na última temporada, não vai continuar no Benfica. O antigo extremo, de 40 anos, chegou mesmo a ocupar o lugar de team manager que pertencia a Diogo Carreira, outro ex-basquetebolista dos encarnados, e a desempenhar no terreno essas funções mas não houve acordo financeiro, por isso o Benfica não tem, atualmente, team manager no basquetebol depois de as negociações não terem corrido pelo melhor com o seu antigo atleta.

No hóquei em patins, o DN sabe que a posição de team manager vai ser preenchida por João Rodrigues, um antigo praticante da modalidade, filho do conhecido João Rodrigues, ex-presidente da Federação Portuguesa de Futebol, que é, curiosamente, um dos arguidos da operação Lex, tal como Luís Filipe Vieira e o vice-presidente do Benfica Fernando Tavares.

Nesta modalidade o treinador Pedro Nunes está obrigado a ganhar após ter visto o título fugir nos dois últimos anos para FC Porto e Sporting.

Após um ano sem qualquer título nas modalidades de pavilhão, o Benfica tenta agora voltar aos triunfos e para isso está em negociações com Rui Lança, especialista em coaching motivacional, que vai ocupar um cargo que se assemelha ao de diretor-geral para as modalidades. Lança já esteve na Luz a falar com os responsáveis de algumas modalidades mas ainda negoceia o seu vínculo com o Benfica.

Ler mais