4,2 milhões. Torneio feminino na China tem o maior prémio de sempre no ténis

São 4,2 milhões de euros que a vencedora receberá se conseguir ganhar o torneio de Shenzhen sem perder nenhum jogo.

À medida que o debate em torno da paridade salarial no desporto aumenta, um torneio feminino na China irá oferecer o maior prémio em dinheiro na história do ténis e esta estatística inclui mesmo a vertente masculina.

A Shiseido WTA Finals deste ano, em Shenzhen, de 27 de outubro a 3 de novembro, premiará a vencedora com um cheque de 4,2 milhões de euros se ela conseguir vencer a competição invicta, sem perder qualquer jogo.

O prémio do campeão vai eclipsar os 4 milhões de euros entregues a toda a equipa de futebol norte-americana que venceu o Campeonato do Mundo Feminino e é mais do que o dobro do que Tiger Woods ganhou ao conquistar o Masters deste ano.

As finais do ATP, a competição equivalente em masculinos, só reservaram 2,43 milhões de euros para um campeão invicto no ano passado, demonstrando o trabalho que está a ser feito para chegar à igualdade salarial no ténis.

A atual número 1 do mundo, Ashleigh Barty, diz que o prémio em dinheiro é a "cereja do bolo", ao agradecer aos patrocinadores por organizar uma competição tão lucrativa. "Como profissionais de ténis, temos muita sorte de viver do desporto que amamos e de sermos recompensadas ​​tão bem, pois é um privilégio", disse Barty à CNN Sport.

"Também tiro o chapéu para todos os jogadores incríveis ao longo dos anos que ajudaram a tornar o ténis tão popular entre os fãs de todo o mundo", acrescentou a tenista

Exclusivos