Fernando Santos: "Podíamos ter marcado mais"

Selecionador nacional satisfeito após o triunfo de Portugal frente à Lituânia (6-0), esta quinta-feira, em jogo do apuramento para o Euro2020.

"Fizemos uma primeira parte muito boa. Podíamos ter marcado mais. Ao intervalo pedi à equipa para manter o ritmo, para acabarmos o jogo e podermos pensar também no jogo seguinte", disse Fernando Santos após o triunfo de Portugal sobre a Lituânia (6-0), esta quinta-feira.

A seleção nacional entrou em campo com algumas alterações - Pizzi, Mário Rui, Ricardo Pereira e Gonçalo Paciência de início -, mas o selecionador não promete fazer mudanças para o jogo com Luxemburgo (domingo, às 14.00): "Vamos ver..."

O selecionador lembrou depois que não o surpreendeu que Cristiano Ronaldo tenha feito um grande jogo e marcado três golos em 83 minutos, quando muitos questionavam se estava em condições de jogar. "Ele estava em condições. Foi mais conversar com ele do que outra coisa... Acabou com as dúvidas sobre a condição física? Para quem tinha. Eu não tinha nenhuma duvida, e disso na conferência de imprensa", afirmou Fernando Santos.

Pizzi: "Bruno Fernandes? Somos amigos, rivais só na liga"

Pizzi foi titular e marcou um golo. "É continuar com o trabalho que tenho vindo a fazer e que está a dar resultado, mas tenho grandes companheiros quer aqui, quer no Benfica e são eles que me têm ajudado a fazer este bom início de temporada. Há que valorizar a nossa vitória. Não demos qualquer tipo de facilidades aos nossos adversários e há que valorizar isso. Não sofremos golos e estamos de parabéns", disse o jogador do Benfica no final do jogo com os lituanos.

Bruno Fernandes (Sporting) fez a assistência para o golo: "Somos grandes amigos, rivais apenas na liga, aqui somos companheiros e há que lhe agradecer a assistência para o golo. E não só ao Bruno, mas enaltecer todo o trabalho da equipa que foi notável."

Portugal está agora a uma vitória de marcar presença no Euro2020. "Agora há que confirmar domingo, queremos isso, o Luxemburgo tem bons jogadores e uma boa ideia de jogo, mas nós com toda a nossa qualidade e a nossa ambição vamos lá para ganhar e conquistar o passaporte para o europeu, que é o nosso objetivo", avisou Pizzi.

Já Bruno Fernandes explicou abraço ao jogador do Benfica."Tínhamos falado antes do jogo de uma possível assistência dele, ele tentou, mas não tive oportunidade. Quando podia chutar à baliza, entreguei-lhe a bola. Assistir ou marcar é sempre importante, antes do jogo tinha falado com o Pizzi sobre uma assistência dele para mim, mas saiu ao contrário", explicou o capitão do Sporting, que aproveitou para dizer que não tem motivos para "forçar" uma saída de Alvalade.

Sobre os três golos de CR7 não há muito a dizer, na opinião do leão: "Não há muitas palavras para descrever o que vem de fora. O que vemos dentro do balneário e no campo é um Cristiano sempre motivado e que dá o melhor de si. Fez uma exibição tremenda e um hat trick, algo que já é normal nele."

E não esqueceu Domingos Duarte que foi preterido nos eleitos para o jogo. "Aqui, na seleção, independentemente de quem joga a qualidade é altíssima, inclusive a do Domingos Duarte, que ficou na bancada. Estar aqui exige muita qualidade. Qualquer jogador que seja chamado mostra isso", elogiou Bruno Fernandes.

Gonçalo Paciência e a estreia a marcar

Filho do ex-internacional português, Domingos Paciência, o avançado do Eintracht Frankfurt estreou-se a marcar pela seleção à segunda atualização. "Fruto do trabalho, procuro sempre ajudar a equipa, dar o meu melhor. Foi um golo, tenho de ter presente na minha cabeça que quero mais, tenho de ser ambicioso. Ajudar mais rumo ao objetivo", confessou o jogador que já pensa np jogo com o Luxemburgo.

Questionado sobre o hat trick de Ronaldo: "Mais um bom jogo da Seleção, Ronaldo é um jogador... Bem, é o Ronaldo. Não preciso de falar muito".

Exclusivos