Desmantelada rede que assaltava casas dos jogadores do Real Madrid e Atlético

Entre joias e dinheiro foi encontrada entre os objetos recuperados pela polícia a medalha de vice-campeão da Liga da Champions do jogador Thomas, do Atlético de Madrid.

A polícia espanhola desmantelou parte da rede de assaltantes que ao longo dos últimos meses assaltou as casas dos jogadores do Real Madrid e do Atlético. De acordo com o site de notícias espanhol eldiario.es foram detidos esta semana quatro integrantes desta quadrilhas e vários objetos recuperados, entre eles a medalha de vice-campeão da Champions que pertencia a Thomas, do Atlético, e ainda várias joias.

Esta quadrilha dedicava-se nos últimos meses a assaltar as casas de vários futebolistas dos dois clubes mais importantes da cidade de Madrid enquanto decorriam os jogos. Umas vezes sem pessoas em casa, outras com familiares. Um dos detidos é de origem albanesa e já tinha sido preso em 2007 quando assaltou com recurso a violência a residência de um conhecido empresário do país vizinho.

Após várias investigações, a polícia espanhola fez várias buscas a casas nos arredores de Madrid e em Toledo. E foi aqui que encontrou vários dos objetos roubados, casos de joias, 10 mil euros em notas e outros objetos de valor, entre eles a medalha de vice-campeão da Champions de Thomas, jogador do At. Madrid.

Nos últimos meses surgiram várias notícias de assaltos a casas de jogadores de futebol enquanto estes estavam em competição. O brasileiro Casemiro, ex-jogador do FC Porto que atua no Real Madrid, foi um dos últimos alvos. Em junho, os larápios entraram na casa de Moratta (At. Madrid) com a mulher e os filhos do jogador na residência. Lucas Vázquez foi outra das vítimas, assim como Isco e o treinador Zinedine Zidane.

Os quatro assaltantes detidos são todos de origem albanesa e estão acusados de roubo, associação criminosa, receção de material roubado, roubo de carros e de falsificação de documentos. Nos assaltos usavam carros com matrículas trocadas, utilizavam sofisticados aparelhos eletrónicos e disfarçavam-se para não serem reconhecidos. A polícia espanhola está ainda no encalço de um quinto elemento desta quadrilha

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG