Campeã francesa de escalada morre aos 16 anos. Caiu de uma falésia

"Imensa tristeza na comunidade da escalada", afirmou a Federação Francesa de Alpinismo sobre a morte de Luce Douady, de apenas 16 anos.

Luce Douady, estrela da escalada em França, morreu no domingo quando caiu de uma falésia nos Alpes franceses, informou a Federação Francesa de Alpinismo (FFME) e o clube da jovem em Chambery na segunda-feira.

A adolescente, de 16 anos, sofreu a queda quando estava com um grupo de amigos a atravessar um percurso complicado, embora estivesse equipado com um corrimão entre duas áreas de escalada. De acordo com o jornal Le Dauphiné, tratou-se de uma queda de 150 metros. As circunstâncias de como tudo aconteceu ainda não são conhecidas e foi aberta uma investigação.

"Luce era uma atleta promissora da equipa francesa de escalada. Com apenas 16 anos, tinha o futuro todo pela frente", afirmou a FFME numa mensagem publicada no seu site, onde destacou o percurso de Luce Douady. "Brilhante na competição."

Era "uma apaixonada por todas as facetas da escalada", sublinhou ainda a federação, que expressou a "imensa tristeza da comunidade da escalada".

No site da FFME é referido o percurso desta jovem atleta, no qual se a conquista do Campeonato Mundial de Bouldering da Juventude, em 2019, que se realizou em Arco, Itália, e o quinto lugar na sua primeira aparição no circuito sénior na Taça do Mundo de Bouldering em Vail, Colorado, no mesmo ano.

O bouldering é uma das modalidades da escalada praticada sem o uso dos equipamentos de segurança convencionais, como cordas.

"Esta terrível notícia atingiu duramente os companheiros de treino, os treinadores e o seu clube, Chambery Escalade. Toda a federação está de luto", acrescentou o FFME.

Uma "jovem cheia de energia, paixão e talento", pode ler-se na mensagem do clube de Chambery na página de Facebook.

Outras Notícias

Outros conteúdos GMG