Bruno encheu o campo, marcou e assistiu. E Jota bisou pelos Wolves

O ex-jogador do Sporting marcou de grande penalidade e ainda teve influência em dois golos no triunfo do Man. United sobre o Watford. Diogo Jota foi decisivo na vitória do Wolverhampton diante do Norwich.

Uma jornada em grande para os jogadores portugueses que jogam na liga inglesa. Bruno Fernandes estreou-se neste domingo a marcar com a camisola do Manchester United na vitória sobre o Watford (3-0), fez a assistência parta o terceiro golo e esteve na jogada do segundo. Diogo Jota apontou dois golos no triunfo caseiro do Wolverhampton sobre o Norwich (3-0).

Comecemos pelo jogo de Old Trafford. Bruno Fernandes foi titular, voltou a encher o campo e apontou o primeiro golo do Manchester United aos 41 minutos, na conversão de uma grande penalidade cometida sobre ele mesmo pelo guarda-redes Ben Foster. Foi o 13.º penálti consecutivo convertido pelo internacional português (12 foram ao serviço do Sporting)

O médio português teve ainda interferência nos outros dois golos do Man. United. Aos 58 minutos fez um passe para Martial - o jovem francês recebeu a bola no lado esquerdo, viu um primeiro remate defendido, e depois no meio de vários adversários picou a bola em direção à baliza do Watford. E aos 75' fez a assistência para o grande golo de Mason Greenwood. Nas bancadas, Sir Alex Ferguson assistiu a tudo.

Este triunfo permitiu ao Manchester United subir ao quinto lugar da Premier League, ultrapassando o Tottenham de José Mourinho - os red devils somam agora 41 pontos, mais um do que os spurs.

O golo de Bruno Fernandes (1-0)

A assistência para o golo de Martial (2-0)

A assistência para o golo de Greenwood (3-0)

À mesma hora, o Wolverhampton da armada portuguesa (Rui Patrício, Rúben Neves, João Moutinho e Diogo Jota foram titulares) recebeu e bateu o Norwich por 3-0, com os dois golos a serem apontados por Diogo Jota. No primeiro rodopiou sobre um adversário na área e bateu de pé esquerdo o guarda-redes Tim Krul; no segundo fez um arrancada, deixou um defesa pregado ao chão e à entrada da área fez o 2-0. O terceiro dos wolves foi da autoria de Raúl Jiménez. A equipa treinada por Nuno Espírito Santo está no oitavo lugar da liga inglesa, com 39 pontos.

O avançado internacional português (saiu aos 63 minutos dando o seu lugar a Pedro Neto) está numa grande forma, prova disso é o facto de no espaço de apenas quatro dias ter apontado cinco golos. Aos dois deste domingo juntam-se os três marcados na quinta-feira, no triunfo por 4-0 do Wolverhampton diante do Espanyol, no jogo da primeira mão dos 16 avos de final da liga Europa.

André Gomes regressa na derrota com o Arsenal

O futebolista português André Gomes regressou neste domingo à competição, quase quatro meses depois de se lesionar com gravidade, num jogo em que entrou na segunda parte, mas não evitou a derrota do Everton.

Os 'toffees' tentaram sair com pontos da visita ao Arsenal, com várias ocasiões na parte final do jogo da 27.ª jornada, mas a sorte esteve do lado dos 'gunners', que seguram uma vitória por 3-2.

André Gomes, que no início de novembro sofreu uma fratura com desvio do tornozelo, foi opção para Carlo Ancelotti aos 59 minutos, entrando para o lugar do francês Morgan Schneiderlin, quando o Arsenal já tinha marcado o terceiro golo.

O Everton marcou no primeiro minuto, por Clavert-Lewin, mas Nketiah, aos 27, e Aubameyang, aos 33, colocaram o Arsenal na frente, antes de Richarlison conseguir, na compensação antes do intervalo, fazer o 2-2.

A segunda parte começou praticamente com novo golo do internacional gabonês Aubameyang, aos 46, livre de marcação e de cabeça na marca de penálti, embora os últimos minutos tenham sido de grande sufoco para a equipa londrina.

O Everton esteve mais de uma vez perto de igualar a partida, mas alguma falta de acerto na finalização ou o guarda-redes Bernd Leno evitaram o pior, embora os 'gunners' também tenham falhado o quarto, com uma bola na barra.

O resultado deixa o Arsenal no sétimo lugar (37 pontos), a quatro pontos do quinto lugar, ocupado pelo Manchester United, enquanto o Everton é 11.º, com 36.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG