Adeptos do Barcelona revoltam-se perto de Camp Nou contra saída de Messi

Dezenas de pessoas reuniram-se junto ao estádio para pedir a demissão do presidente Josep María Bartomeu

Várias dezenas de adeptos do Barcelona reuniram-se esta terça-feira junto a Camp Nou depois de tomarem conhecimento da provável saída de Leo Messi.

Como o Barça já confirmou, o argentino já comunicou ao clube que quer deixar o clube ao aproveitar a cláusula do seu contrato que lhe permite rescindir unilateralmente no final de cada temporada, embora de acordo com os catalães essa cláusula tenha expirado em 10 de junho.

A notícia não caiu bem aos adeptos, que se tem ajuntado perto do estádio para pedir explicações. "A indignação é máxima dentro do barcelonismo. Estou convencido de que, se alguém apresentasse um voto de censura amanhã, os sócios o assinariam rapidamente. Nunca imaginei que Messi acabaria a enfrentar o clube", disse um adepto do Rac 1.

O conselho de administração chefiado por Josep Maria Bartomeu está reunido com urgência na sede do clube após saber da intenção do capitão do Barcelona e poderá emitir um comunicado esta noite, segundo a Telecinco.

A notícia do desejo de Messi foi avançada o canal de televisão argentino TycSports, garantindo que o jogador comunicou aos responsáveis do clube catalão pretender sair imediatamente, tendo os dirigentes do Barça confirmado, à agência AFP, a receção de um documento com a pretensão do atleta.

Messi terá evocado uma cláusula do seu contrato que lhe permite rescindir unilateralmente no final desta época, antes de entrar para o último ano do contrato que tem uma cláusula de rescisão de 700 milhões de euros. No entanto, a saída bem pode ser agora a... custo zero. Adivinha-se agora um conflito jurídico entre as partes.

Os primeiros sinais de que Messi estaria de saída do Barcelona, clube onde estava desde os 13 anos, há portanto 20 anos, tinham sido dados pelo próprio jogador na semana passada, numa conversa que teve com o novo treinador Ronald Koeman.

Apesar disso, a direção blaugrana fez passar a informação de que Messi era intransferível, mas agora ficam com um problema nas mãos, estando à beira de perder aquele que é considerado o melhor jogador da sua história, afinal ali conquistou 34 títulos.

A história de Messi em Barcelona está, ao que tudo indica, a chegar ao fim, depois de se ter coroado melhor marcador de sempre do clube com 634 golos, mas também o segundo com mais jogos pelo emblema catalão (737), apenas atrás de Xavi Hernández (767).

O anúncio da saída de Messi caiu como uma bomba no Barcelona e surpreendeu o mundo do futebol, onde vários clubes vão posicionar-se para garantir, a custo zero, aquele que é um dos melhores jogadores da história do futebol.

Para já, o Manchester City é apontado como favorito à contratação de Messi, o que a acontecer seria o reencontro do argentino com Guardiola, treinador com quem viveu os melhores anos no Barcelona, onde conquistaram por duas vezes a Liga dos Campeões, em 2009 e 2011.

Outra das equipas apontadas para receber Messi é o Inter de Milão, onde teria a oportunidade de voltar a ser rival direto de Cristiano Ronaldo, que nos últimos dois anos ajudou a Juventus a ser campeã de Itália.

Barça pede a Messi que lidere novo projeto desportivo e se retire no clube

O FC Barcelona pediu a Lionel Messi que se retire no clube culé, depois de o futebolista argentino ter comunicado esta terça-feira a intenção de rescindir unilateralmente o contrato que o liga aos catalães até junho de 2021.

Fontes do clube catalão explicaram à agência noticiosa EFE que foi proposto a Messi que lidere "com forças e ambições renovadas" o novo projeto desportivo "como sempre o fez" e que termine a sua carreira ao serviço do clube blaugrana.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG