Messi: "PSG tem grande plantel e equipa técnica. Quero conquistar muitos títulos"

Jogador argentino já foi apresentado no seu novo clube. "Espero adaptar-me bem à cidade e ao país. Tenho vários amigos no plantel e penso que isso vai ajudar", frisou.

Anunciado esta terça-feira como reforço do Paris Saint-Germain, Lionel Messi foi esta quarta-feira apresentado como novo jogador dos parisienses, tendo revelado vontade de começar a treinar e ambição de conquistar a Liga dos Campeões.

"A minha saída do Barcelona foi difícil. Foram muitos anos. Mas mal cheguei aqui tive uma felicidade enorme. Estou cheio de vontade de começar a treinar. Já não aguentado esta vontade de estar com os colegas e a equipa técnica. É um clube com um grande plantel e uma grande equipa técnica. Quero conquistar muitos títulos aqui. Vamos desfrutar imenso deste período em que vamos estar juntos", afirmou o internacional argentino, sem avançar uma data para a estreia com a camisola do PSG.

O antigo futebolista do Barcelona agradeceu o calor dos adeptos. "Já festejavam a minha vinda quando ainda não havia conversações. Tem sido incrível", frisou, sem prometer a conquista da Liga dos Campeões. "Não é fácil. Podes ter a melhor equipa do mundo e não ganhar. PSG tem tido grandes jogadores nos últimos anos e não conseguiu ganhar. Também é preciso um pouco de sorte. Nem sempre ganha o melhor. É uma competição especial", explicou.

"O PSG é uma equipa praticamente feita, tem estado perto de ganhar a Champions e vamos tentar. Quero ganhar mais uma Liga dos Campeões e penso estar no local ideal para o conseguir", acrescentou. "Espero adaptar-me bem à cidade e ao país. Tenho vários amigos no plantel e penso que isso vai ajudar", frisou.

Questionado sobre um possível confronto com o Barcelona na Liga dos Campeões, Messi falou em misto de sentimentos. "Vou estar sempre grato ao Barcelona. Foi a minha casa durante muitos anos. Gosto de ganhar, sou um vencedor, quero continuar a cumprir objetivos. Não sei se vamos jogar frente ao Barça na Champions, mas por um lado será maravilhoso voltar a Barcelona, mas por outro será estranho voltar a casa com outra camisola", perspetivou.

O argentino vai deixar de usar a camisola 10, que usava no FC Barcelona, que pertence ao brasileiro Neymar, passando a vestir a 30, com a qual se estreou nos blaugrana.

Além de Messi, o PSG já tinha contratado o espanhol Sergio Ramos, o holandês Georginio Wijnaldum e o italiano Gianluigi Donnarumma, todos jogadores sem contrato, além de ter adquirido o marroquino Achraf Hakimi ao Inter de Milão.

Na quinta-feira, o Barça anunciou a saída de Messi, divulgando que, "por razões económicas e estruturais", não era possível inscrever o jogador na Liga espanhola, já que o clube não conseguiria cumprir o fair play financeiro.

Um dia depois, foi a vez de o presidente do clube, Joan Laporta, explicar que renovar com Messi seria "colocar em risco" o futuro do clube catalão, que, disse, estar "acima de qualquer jogador, inclusive do melhor do mundo".

O argentino, que venceu seis vezes a Bola de Ouro e outras tantas a Bota de Ouro, vai mudar pela primeira vez de clube, depois de 672 golos, 778 jogos e 34 títulos na equipa principal dos catalães.

Messi, que chegou ao Barça quando tinha 13 anos, estreou-se pela equipa principal em 2004/05 e, em 17 épocas, arrebatou, entre outros troféus, quatro Liga dos Campeões e 10 ligas espanholas.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG