Rúben Amorim suspenso por seis dias. Falha jogo com Rio Ave

O treinador do Sporting voltou a ser suspenso e não estará no banco no jogo com o Rio Ave, marcado para esta quarta-feira. Em causa estão declarações proferidas após o Sporting-FC Porto, encontro realizado em outubro.

O treinador do Sporting, Rúben Amorim, voltou a ser suspenso, anunciou esta terça-feira o clube de Alvalade. Desta vez, o castigo, decidido pelo Conselho de Disciplina da Federação Portuguesa de Futebol, é de seis dias de suspensão. O técnico vai, assim, falhar o jogo com o Rio Ave, marcado para esta quarta-feira. Em causa estão declarações proferidas pelo treinador após o Sporting-FC Porto, um jogo realizado em outubro.

Antes, em abril, Rúben Amorin tinha sido castigado, na sequência da expulsão após o encontro com o Famalicão (1-1), tendo ficado ausente do banco durante três jogos.

Em comunicado, a SAD sportinguista condena aquilo que diz ser uma "deliberação injusta, desproporcional".

"Expõe a Justiça desportiva ao julgamento óbvio: as declarações do nosso treinador, no contexto em que foram proferidas, não têm qualquer relevância quando comparadas com outras atitudes de outros agentes desportivos", lê-se na nota.

"A Justiça desportiva expõe-se, assim, ao ridículo", lamenta Sporting

"Passados seis meses sobre a data em que foram proferidas, o Conselho de Disciplina (CD) deliberou suspender Rúben Amorim por este ter expressado, no dia 17/10/2020, declarações em que, comentando a sua expulsão, se referiu à dualidade de critérios usada, por não ter sido igualmente expulso alguém que integrava o banco adversário - do FC Porto - e que havia assumido comportamento semelhante ao que o CD agora lhe imputa", refere o clube de Alvalade.

E o Sporting sublinha que "a justiça desportiva expõe-se, assim, ao ridículo de quem não procura a verdade nos processos e, numa interpretação ilegal dos regulamentos, pretende impor a lei da rolha a quem, justamente, se limitou a referir-se a uma injustiça que o vitimava e continua a vitimar".

O clube fala ainda de uma coincidência no anúncio deste castigo. "A divulgação desta deliberação coincide, certamente por casualidade, com o dia em que Rúben Amorim prestou declarações sobre o processo que ameaça suspendê-lo por um período de um a seis anos. A deliberação ora conhecida pune injustamente o nosso treinador por um período de seis dias, nas vésperas do jogo contra o Rio Ave", lamenta o clube.

Estão em causa as declarações que Rúben Amorim proferiu após o jogo com o FC Porto, que terminou empatado (2-2) e no qual o técnico leonino foi expulso.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG