Ricardinho e mais cinco estreantes convocados para o Mundial de futsal

Jogador foi submetido a intervenção cirúrgica em março. Competição decorrerá em Vilnius, Kaunas e Klaipeda, entre os dias 12 de setembro e 3 de outubro 2021. Portugal disputará o Grupo C juntamente com Tailândia, Ilhas Salomão e Marrocos.

Ricardinho está entre os convocados para o Mundial de Futsal. O jogador foi operado há menos de quatro meses e fez o último jogo em março, mas merece a confiança do selecionador nacional para o Campeonato do Mundo. "O Ricardinho já num patamar de recuperação desportiva muito interessante. Tem sido acompanhado pela nossa equipa médica e vai apresentar-se ao mais a um nível muito bom de certeza", garantiu Jorge Braz.

Em abril, depois de ser operado, deu uma entrevista ao DN onde foi questionado sobre a ida ao Mundial e o adeus à seleção. "Isso é que era uma saída em grande. Imagine que eu digo que abandono depois de ser campeão mundial. E se não for? Não aguento mais quatro anos até ao próximo. Impossível (risos). A seleção não é o Ricardinho. Houve seleção antes do Ricardinho e haverá seleção depois do Ricardinho, mas até lá quero deixar marca. Ganhar um mundial seria inigualável. Fazer melhor do que o 3.º lugar na Guatemala em 2000 seria brutal. Estando lá temos de sonhar, porque qualidade temos" respondeu o futuro jogador do Sp. Braga.

Além da inclusão de Ricardinho, destaque ainda para os cinco estreantes em fase finais ao serviço da seleção nacional: Eduardo Sousa (Viña Valdepeñas), Afonso Jesus (Benfica), Tomás Paçó, Pauleta e Zicky Té (Sporting).

Selecionador não quer regressar de peito vazio

O selecionador português mostrou ambição e disse não querer regressar a Portugal "de peito vazio". A intenção é melhorar o quarto lugar do Mundial 2016, que se realizou na Colômbia. "Queremos sempre mais. No último Mundial, não chegámos às medalhas e é aí que queremos chegar, ir até ao fim. É verdade que chegámos ao final da competição, mas não trouxemos uma medalha. Numa altura em que se fala de medalhas e Jogos Olímpicos, não queremos vir de peito vazio", afirmou Jorge Braz, na Cidade do Futebol, em Oeiras.

"Consciente da dificuldade de chegar até ao final de um Mundial", o técnico nacional especificou que a lista de 16 eleitos - mais dois do que vinha sendo habitual para a competição, devido à pandemia de covid-19- teve base na "meritocracia".

A preparação de Portugal, com início em 8 de agosto, vai decorrer em Rio Maior e Viseu, sendo que, até à partida para a Lituânia, a seleção tem agendados sete jogos de preparação, com Japão, Venezuela, Angola, Uzbequistão, Costa Rica e Paraguai (dois).

Competição decorrerá em Vilnius, Kaunas e Klaipeda, entre os dias 12 de setembro e 3 de outubro 2021. A seleção nacional estreia-se no Mundial 2021 em 13 de setembro, diante da Tailândia, seguindo-se os duelos com Ilhas Salomão (16) e Marrocos (19).

Eis os 16 eleitos

Guarda-redes: Eduardo Sousa (Viña Valdepeñas), Bebé (Leões Porto Salvo) e Vítor Hugo (Sp. Braga)

Fixos: André Coelho (Barcelona), João Matos e Tomás Paçó (Sporting)

Fixo/Ala: Afonso Jesus (Benfica)

Alas: Pany Varela (Sporting), Bruno Coelho (FF Napoli), Miguel Ângelo, Pauleta (Sporting), Ricardinho (ACCS) e Tiago Brito (Sp. Braga)

Universais: Erick Mendonça (Sporting) e Fábio Cecílio (Sp. Braga)

Pivôs: Zicky Té (Sporting)

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG