Mãe de Ronaldinho morreu de complicações da covid-19

Mãe do antigo jogador estava hospitalizada desde dezembro.

A mãe do antigo jogador Ronaldinho Gaúcho morreu este sábado, aos 71 anos, vítima de complicações decorrentes da covid-19.

Segundo a imprensa brasileira, Dona Miguelina estava internada desde dezembro num hospital de Porto Alegre. Ronaldinho Gaúcho escreveu na altura, numa rede social: "Queridos amigos, minha mãe está com covid-19 e estamos na luta para que ela se recupere logo. Ela está no centro de tratamento intensivo, recebendo todos os cuidados. Agradeço desde já as orações, as energias positivas e o carinho de sempre. Força mãe". O ex-jogador adiantou então que também testou positivo à covid-19, mas não apresentava sintomas.

Porto Alegre está, desde sexta-feira, em situação de bandeira preta, ou seja, em elevado risco de contágio e próximo de esgotar a capacidade hospitalar de atendimento aos doentes.

O Atlético Mineiro, clube onde Ronaldinho Gaúcho jogou as últimas épocas da sua carreira, usou as redes sociais para se solidarizar com o antigo jogador.

Porto Alegre registrou até agora 85 mil casos de covid e 2.296 mortes, segundo dados do governo estadual. Na cidade, a taxa de ocupação dos 21 hospitais que atendem pacientes com covid-9 está em 84,1%. Há 889 pessoas internadas com a confirmação da doença e outras 152 são casos suspeitos.

No Hospital Mãe de Deus, onde Miguelina estava internada, estão internados 40 pacientes com covid e outros 44 com suspeita da doença.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG