Japonesa bate brasileira pelo ouro no skate num duelo entre raparigas de 13 anos

Segunda classificada Rayssa Leal fez história para o Brasil, juntando o estatuto de mais jovem representante olímpica do seu país ao de mais jovem medalhada

O Japão fez esta segunda-feira o pleno nas provas de rua de skate, com Nomiji Nishiya, de apenas 13 anos, a converter-se na primeira campeã olímpica da modalidade, diante de Rayssa Leal, a mais jovem medalhada brasileira.

Num duelo entre meninas de 13 anos, Nomiji Nishiya, que somou 15,26 pontos, levou a melhor frente à skater brasileira, prata com 14,64. A também nipónica Funa Nakayama, de 16 anos, foi bronze, com 14,49.

A jovem japonesa seguiu os passos do seu compatriota Horigome Yuto, que na véspera triunfou na primeira final de skate na história olímpica, e garantiu o segundo ouro para o país organizador dos Jogos numa das modalidades em estreia em Tóquio2020.

Mas também Rayssa Leal fez história para o Brasil, juntando o estatuto de mais jovem representante olímpica do seu país ao de mais jovem medalhada.

As medalhadas na prova de rua constituem ainda o mais jovem pódio individual da história olímpica, com a idade das três skaters a dar uma média de 14 anos e 191 dias.

Portugal esteve presente na estreia do skate em Jogos Olímpicos no domingo, com Gustavo Ribeiro a ser oitavo na prova conquistada por Horigome Yuto, diante do brasileiro Kelvin Hoefler e do norte-americano Jagger Eaton.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG