Ibrahimovic será 'Caius Antivirus' no próximo filme de Astérix e Obélix

O filme realizado por Guillaume Canet (que fará Astérix) tem estreia prevista para 2022. Jogador debaixo de fogo por ter matado um leão em cativeiro em 2011.

Zlatan a ser Zlatan. Ou como quem diz Zlatan Ibrahimovic no papel de centurião romano, chamado Caius Antivirus, no novo filme Asterix and Obelix: The Silk Road (ainda sem tradução para português). O filme realizado por Guillaume Canet (que fará Astérix) tem estreia prevista para 2022.

A novidade foi dada pelo jogador sueco nas redes sociais e de forma codificado ao jeito da personalidade do irreverente goleador do AC Milan (17 golos na época). Ibrahimovic postou uma imagem com o nome - Antivirus - e sem qualquer legenda, mas rapidamente circulou a informação de que se tratava da personagem que interpretará no filme francês.

Não se sabe ainda se o nome da personagem tem algo a ver com o facto de o jogador ter estado infetado com covid-19 e ter ameaçado o vírus nas redes sociais e colocando todo o mundo a falar disso.

Certo é que o sueco não é o primeiro desportista a entrar na produção de Astérix e Obélix. O filme Astérix nos Jogos Olímpicos, de 2008, contou com a presença de atletas como Michael Schumacher (piloto), Zinedine Zidane (futebolista), Tony Parker (basquetebolista) e Amélie Mauresmo (tenista).

Agora é a vez de Zlatan, que fará o papel do centurião romano Caius Antivirus. O diretor do filme, Guillaume Canet, será Astérix, enquanto Gilles Lellouche substituirá o conhecido Gérard Depardieu no papel de Obélix. Marion Cotillard será Cleopatra e Vincent Cassel interpretará Júlio César nesta nova aventura dos irredutíveis gauleses, que se recusam a ser dominados pelo império romano... que será agora liderado por Zlatan, um cinturão preto em Taekwondo, que certamente terá de usar outras ferramentas contra Astérix e Obélix.

A participação do sueco na mega-produção francesa de 60 milhões de euros, baseada no original de Albert Uderzo e René Goscinny de 1959 - a estreia no cinema aconteceu em 1999 com o filme Astérix e Obélix contra César -, é mais um sinal daquilo que o jogador de 39 anos pretende fazer quando se reformar do futebol. Já este ano foi um dos apresentadores do Festival de San Remo.

Licença de caça para matar leão?

Mas nem só de boas notícias se alimenta o universo Zlatan. O PETA, grupo de defesa dos direitos dos animais norte-americano, chamou de "miserável cobarde", que, em 2011, segundo o jornal Expressen, obteve uma licença para caçar um leão em cativeiro na África do Sul. Depois de matar o animal, o jogador, 39 anos, terá importado a pele, crânio e a mandíbula do leão como troféu.

"Zlatan Ibrahimovic gosta de se referir a si mesmo como um leão, feroz e forte. No entanto, gosta de matar leões e outros animais, mostrando que é um miserável cobarde que se entrega às suas tendências violentas. Não é preciso habilidade ou força para encurralar e atirar um animal em cativeiro, e que nunca teve a hipótese de escapar, de se defender ou sobreviver. Qualquer pessoa com consciência ficaria horrorizada com a ideia de matar animais para se divertir ou para exibir partes do corpo. Ibrahimovic deve reconhecer isso e rejeitar a caça", lê-se no comunicado da organização.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG