Bicicleta de Taremi não chegou e FC Porto foi eliminado pelo Chelsea

Equipa portista venceu esta terça-feira os blues (1-0), com um golo do iraniano, já depois dos 90 minutos. Derrota, por 2-0, na primeira mão dos quartos de final foi decisiva.

Sérgio Conceição tinha pedido um jogo de "superação" igual a tantos outros da história do FC Porto para chegar às meias finais da Liga dos Campeões e não foi por falta de atitude da equipa que isso não aconteceu. Mais uma vez os dragões golearam na estatística e até venceram o jogo (1-0), com um golo de pontapé bicicleta de Taremi, mas acabaram eliminados.

Os dragões falham assim a presença nas meias finais da Champions e Sérgio não repetiu os feitos de Artur Jorge (1986-87), Bobby Robson (1993-94) e José Mourinho (2003-04).

A equipa portista nunca tinha dado a volta a uma eliminatória com dois golos de desvantagem e também não foi desta que o conseguiu. No jogo com o Chelsea, o FC Porto entrou a perder por 2-0 e acabou eliminada, apesar do magro triunfo por 1-0.

Na antevisão do jogo, o treinador portista tinha avisado que era preciso ser uma equipa equilibrada nos diferentes momentos do jogo, e "sem entrar em muita ansiedade" para não "ir com muita sede ao pote pode" e que não era com muitos avançados que o golos ia aparecer. Ele já sabia que ia apostar no 4X3X3 com Marega sozinho na frente e com Corona e Otávio nas alas.

O técnico manteve ainda Grujic no onze (um dos melhores em campo), num meio-campo a três com Uribe e Sério Oliveira, que regressou à equipa. Taremi começou no banco, tal como a dupla titular com o Tondela (Toni Martínez e Evanilson).

A estratégia resultou num FC Porto arrasador, mas sem oportunidades de golo ao intervalo, apesar de uma perdida incrível de Corona de baliza aberta. Os londrinos optaram por defender de forma organizada e com contra-ataques rápidos, mas também sem oportunidade de golo. Nem precisavam, só tinham de gerir a vantagem de dois golos da primeira mão e sabiam disso.

Na segunda parte o filme do jogo foi o mesmo... com um toque de classe de Taremi, que fez um golaço e deu a vitória (embora amarga) aos dragões, que precisavam de dois golos para igualar a eliminatória. Logo depois o jogo acabou.

Os dragões ficaram assim pelos oitavos de final e fecham as contas da UEFA na ordem dos 77 milhões de euros. A passagem às meias finais valia 12 milhões, que assim vão para a conta do Chelsea. Os blues irão lutar por uma lugar na final com o vencedor do duelo entre o Liverpool e o Real Madrid.

No outro jogo de hoje, o campeão em título, o Bayern Munique também foi eliminado, pelo PSG de Danilo Pereira, apesar da vitória em Paris (1-0), uma vez que tinha perdido na Alemanha (3-2).

Amanhã, a armada portuguesa do City, liderada por Guardiola, vai querer gerir a vantagem (2-1) sobre o B. Dortmund. Já o Liverpool de Diogo Jota precisa de vencer em casa, frente a adversários espanhóis, pela terceira vez em três épocas, para recuperar a desvantagem de Madrid (3-1).

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG