Ginasta Simone Biles agradece "onda de amor e apoio"

Esta é a primeira reação de Biles desde que, na quarta-feira, renunciou à final individual do 'all-around' dos Jogos Olímpicos Tóquio2020 para concentrar-se na sua "saúde mental".

A ginasta norte-americana Simone Biles agradeceu esta quinta-feira o carinho recebido desde a sua retirada da final individual de 'all-around' dos Jogos Olímpicos Tóquio2020, dizendo ter-se dado conta que é mais do que os seus resultados.

"A onda de amor e apoio que recebi fizeram-me perceber que sou mais do que os meus resultados e a minha ginástica, algo em que nunca tinha verdadeiramente acreditado antes", partilhou nas suas páginas nas redes sociais.

Esta é a primeira reação de Biles desde que, na quarta-feira, renunciou à final individual do 'all-around' dos Jogos Olímpicos Tóquio2020 para concentrar-se na sua "saúde mental".

"Após uma avaliação médica, Simone Biles retirou-se da final individual do 'all-around' dos Jogos Olímpicos de Tóquio, para poder concentrar-se na sua saúde mental. Simone continuará a ser avaliada diariamente para determinar se participa ou não nas finais dos eventos individuais da próxima semana", justificou na quarta-feira a Federação norte-americana de ginástica.

Biles, de 24 anos, considerada uma das melhores ginastas de sempre, tinha desfalcado na terça-feira a seleção dos Estados Unidos em plena final feminina por equipas de Tóquio2020, tendo justificado posteriormente a sua decisão com problemas de saúde mental.

"Assim que piso o praticável sou só eu e a minha cabeça a lidarmos com demónios [...]. Tenho de fazer o que é melhor para mim e focar-me na minha sanidade mental e não comprometer a minha saúde e o meu bem-estar", afirmou então, em conferência de imprensa, a tetracampeã olímpica de ginástica artística no Rio2016.

Simone Biles, que no Rio2016, além da medalha de ouro por equipas, conquistou também os títulos olímpicos no concurso completo e em dois aparelhos (salto e solo), qualificou-se para as cinco finais individuais dos Jogos Tóquio2020.

No Japão, a norte-americana procurava tornar-se na primeira ginasta a defender com sucesso o título olímpico no concurso completo em mais de 50 anos, mais precisamente desde a checoslovaca Vera Caslavska em 1968.

Dominadora absoluta da ginástica desde 2013, Biles está dependente da avaliação médica da federação para determinar se participa nas finais de aparelhos, agendadas entre 01 e 03 de agosto.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG