Cavendish voa e vence terceira etapa do Giro

Sprinter britânico confirmou estatuto de favorito e, quase 14 anos depois da primeira vitória no Giro, levou a melhor ao fim de quase cinco horas de etapa . É a primeira vitória de Cavendish nesta edição da Volta a Itália. Mathieu van der Poel conserva vantagem e continua líder da geral.

O britânico Mark Cavendish (da equipa Quick-Step Alpha Vinyl Team) estreou-se este sábado a vencer nesta edição da Volta a Itália. Na última etapa em solo húngaro, antes de um dia de descanso para a comitiva rumar à Sícilia, o ciclista natural da Ilha de Man confirmou assim o estatuto de candidato à vitória na tirada de 201 quilómetros, que ligou Kaposvár a Balatonfüred.

No final, Cavendish destacou o papel da equipa, que disse ser "excecional" e confessou sentir-se "muito contente por vencer" a etapa, que teve uma chegada ao sprint, com o francês Arnaud Demares (da equipa Groupama-FDJ) a ficar em segundo, seguido do colombiano Fernando Gaviria (da UAE Team Emirates).

Com este resultado, o líder da geral, Mathieu van der Poel (da equipa Alpecin-Fenix) tem motivos para sorrir, uma vez que mantém a camisola rosa antes do primeiro dia de descanso. Em segundo lugar mantém-se o britânico Simon Yates (da Team BikeExchange-Jayco), a 11 segundos da liderança, depois de, no sábado ter vencido o contrarrelógio contra todas as expectativas. O neerlandês Tom Dumoulin (da Jumbo-Visma) fecha o pódio da geral, a 16 segundos do seu compatriota.

Após os três primeiros dias de prova, o português João Almeida (que este ano é chefe de fila da UAE Team Emirates), está no 11.º lugar da geral, a 29 segundos do primeiro.

Depois de ter começado a prova na Hungria, o pelotão segue agora para a Sicília, onde, na terça-feira, terá uma tirada de montanha, com uma extensão de 172 quilómetros, com início na cidade de Avola e terminando nas encostas do Etna.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG