Candidatura ibérica ao Mundial2030 oficializada

Portugal e Espanha oficializaram candidatura ao Campeonato do Mundo de 2030. Rei de Espanha e Marcelo Rebelo de Sousa abençoaram união. Três ou quatro sedes em território nacional?

Formalizada e assinada! A candidatura ibérica ao Mundial 2030 foi esta sexta-feira oficializada, em Madrid, antes do Espanha-Portugal (a decorrer), em nome da paixão pelo futebol que une os dois países e da boa organização de eventos.

Numa cerimónia com os chefes de Estado dos dois países - o Rei Felipe VI e Marcelo Rebelo de Sousa -, os chefes de Governo - António Costa e Pedro Sánchez - e os presidentes das respetivas federações -Fernando Gomes e Luís Rubiales-, os dois países deram as mãos pela organização de um mundial de futebol.

O presidente da Federação Espanhola de Futebol, Luis Rubiales, sublinhou a "importância do pacto e união" entre os dois países, enquanto Fernando Gomes destacou a "história única e singular" das duas seleções.

O presidente da Federação Portuguesa de Futebol lembrou que "Espanha e Portugal venceram os três últimos Europeus e são países com uma grande tradição de organizar com sucesso grandes eventos desportivos", além de uma enorme "paixão pelo futebol". Por tudo isso ambos "merecem receber um mundial".

"Tentámos em 2010 e não conseguimos. Vamos lutar agora para corrigir esse momento e garantir que o Mundial de futebol de 2030 possa acontecer na Península Ibérica. A viagem começa agira. Unidos e a uma só voz, vamos 2030!", gritou a viva voz Fernando Gomes.

Apesar da candidatura não ter revelado pormenores sobre o projeto, a Cadena Ser revelou ontem que Espanha terá12 ou 13 sedes para o torneio da FIFA e Portugal apenas três ou quatro. Para além da candidatura ibérica, também foi anunciada uma sul-americana, que junta Uruguai, Argentina, Paraguai e Chile, e ainda uma que reúne Roménia, Grécia, Bulgária e Sérvia. Marrocos também manifestou vontade de avançar com candidatura com Argélia e Tunísia, depois de se separar da união ibérica.

Pelas regras da FIFA o próximo mundial deverá na Europa ou em África, uma vez que em 2022 será no Qatar e em 2026 será nos EUA, Canadá e México. O processo de candidatura abre em junho de 2022 e a FIFA escolherá o organizador do Mundial2030 em 2024.

À terceira será de vez?

Esta já não é a primeira vez que os irmãos da Península Ibérica se unem ou tentam organizar um evento juntos. Em 1999 o então presidente da Federação Portuguesa de Futebol, Gilberto Madaíl, falou com a vizinha espanhola para uma possível organização conjunta do Euro2004, mas os espanhóis disseram que não e avançaram com a sua candidatura individual... perdendo para Portugal.

A organização portuguesa foi um sucesso - seleção chegou à final e perdeu com a Grécia - e em 2010 os dois países lançaram uma candiatura ibérica ao Mundial2018 ou 2022, que a FIFA entregou à Rússia e ao Qatar, respetivamente. O sonho de um mundial conjunto volta agora a unir Portugal e Espanha.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG