555 milhões de euros. O contrato de Messi que arruína o Barcelona

O jornal espanhol 'El Mundo' revela o valor do contrato do argentino com o clube catalão, que termina no final de junho.

O contrato que une o jogador argentino Lionel Messi ao FC Barcelona desde 2017 tem um valor total de 555 237 619 euros, revela o jornal espanhol El Mundo na edição deste domingo.

"O contrato faraónico de Messi que arruína o Barça", escreve o jornal, dizendo que só por ter assinado o acordo, em novembro de 2017, o argentino ganhou 115 225 000 euros, garantindo ainda 138 milhões de euros brutos por temporada. A sua "fidelidade" rendia mais 77 929 955 euros.

Segundo o jornal, o avançado já recebeu 92% do valor do contrato, apesar de a equipa não ter ido longe na Liga dos Campeões. O contrato é válido até 30 de junho e a partir daí o jogador é livre.

Segundo o jornal, os mais de 500 milhões representam metade da dívida do clube.

No final do verão, Messi anunciou ao presidente do clube que queria sair, evocando uma cláusula no contrato que alegadamente lhe permitia rescindir unilateralmente o contrato no final da época, antes de entrar no último ano do contrato, sem ter que pagar os 700 milhões da cláusula de rescisão.

Contudo, o clube considerou que a cláusula já tinha caducado a 10 de junho, apesar de os advogados do jogador entenderem que como a época terminou em agosto por causa da pandemia, ela não poderia ser executada antes do dia 31 de agosto.

No final, o jogador chegou a acordo para ficar no clube.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG