Teresa Salgueiro canta Saramago

Cantora compôs um tema a partir de um poema de José Saramago e convidou 40 figuras públicas para trazerem a sua "alegria" ao videoclipe.

A cantora Teresa Salgueiro está a celebrar os 12 de carreira a solo, depois de Madredeus, e decidiu por isso partilhar a sua alegria com o público. O tema #alegria foi composto por Teresa Salgueiro a partir do poema de José Saramago, intitulado Alegria e publicado em 1970 no livro Provavelmente Alegria. "Já ouço gritos ao longe/ já diz a voz do amor/ A alegria do corpo/ O esquecimento da dor" .

A canção teve a sua estreia quando a artista passou pelo México, num concerto a convite da Universidade de Guadalajara, por ocasião da Feira Internacional do Livro, surpreendendo assim Pilar Del Río, viúva de Saramago.

"Para ilustrar este tema, que é um convite a que as pessoas se reúnam em torno de uma das mais importantes razões de viver, Teresa Salgueiro desafiou uma série de personalidades, das artes, do desporto, da vida pública e política, a erguerem um cartaz com #alegria, num exercício de união pelo que realmente importa", explica a promotora num comunicado de impresna. "Assim, #alegria, pretende ser uma expressão artística sobre aquilo que é um direito universal humano mas simultaneamente um dever da humanidade."

No videoclipe da canção, participam várias figuras públicas, entre as quais os músicos Áurea, Camané, Carlão, Jorge Palma, Manuela Azevedo, Tim, Sérgio Godinho e Sónia Tavares, os atores César Mourão, Maria do Céu Guerra, Maria João Luís e Herman José, o apresentador Júlio Isidro, a atleta Rosa Mota e os escritores José Luís Peixoto, Valter Hugo Mãe e Ondjaki (ao todo, serão mais de 40 os convidados deste vídeo).

A digressão de #alegria arranca com concertos no dia 4 de novembro da Casa da Música, no Porto, e no dia seguinte, no Centro Cultural de Belém, em Lisboa.

Teresa Salgueiro irá apresentar-se com com José Peixoto na guitarra, Fábio Palma no acordeão, Óscar Torres no contrabaixo e Rui Lobato em bateria, percussão e guitarra.

Exclusivos

Premium

Gastronomia

Quem vai ganhar em Portugal as próximas estrelas Michelin

É já no próximo dia 20, em Sevilha, que vamos conhecer a composição ibérica das estrelas Michelin para 2020. Estamos em festa, claro, e festejaremos depois com os nossos bravos, mesmo sabendo que serão poucos para o grande nível a que já chegámos. Fernando Melo* escreve sobre os restaurantes que podem ganhar estrelas Michelin em 2020 em Portugal.