Segunda cirurgia de reconstrução da perna de Ângelo Rodrigues "correu bem"

Ator de 31 anos deu entrada no hospital em agosto com uma infeção grave. Passadas várias intervenções cirúrgicas, deverá agora dar início ao processo de fisioterapia, diz a agência que o representa.

A segunda "e última" cirurgia para a reconstrução dos danos causados em parte da perna esquerda de Ângelo Rodrigues "correu bem", informou a Glam, agência do ator, num comunicado ao qual o DN teve acesso. A intervenção decorreu na quarta-feira.

No início de setembro, a agência anunciou que Ângelo Rodrigues já se encontrava fora de perigo, depois de ter dado entrada no Hospital Garcia de Orta, em Almada, no início de agosto, devido a uma infeção grave. "Já está "totalmente fora de perigo", lia-se. O ator de 31 anos tem sido submetido a alguns tratamentos de recuperação e enfrentou esta semana mais uma cirurgia para reconstrução do membro afetado.

Segundo o comunicado, "o ator permanecerá internado para observação, seguindo-se, nas próximas semanas, início do tratamento de fisioterapia já fora da unidade hospitalar". A Glam garante que está "estável" e que a recuperação "está a correr de forma positiva".

Ângelo Rodrigues deu entrada no hospital no final de agosto e permaneceu nos cuidados intensivos com prognóstico reservado durante vários dias. Chegou mesmo a sofrer uma paragem cardíaca, revertida pela equipa médica, e a ser induzido em coma. Desde então, já enfrentou várias intervenções cirúrgicas.

Já no início de setembro, foi reencaminhado para um tratamento de câmara hiperbárica, no Hospital das Forças Armadas, no Lumiar, de forma a acelerar a cicatrização.

Exclusivos