"Para a "felicidade perfeita" basta-me uma canção pop bem construída"

O famoso Questionário de Proust respondido pelo radialista, programador cultural e DJ Pedro Ramos.

A sua virtude preferida?

A minha audição, preciosa ferramenta de trabalho.

A qualidade que mais aprecia num homem?

A mesma que a da mulher, seja lá o que isso for.

A qualidade que mais aprecia numa mulher?

A mesma que a do homem, seja lá o que isso for.

O que aprecia mais nos seus amigos?

O Amor Infinito ao qual espero um dia conseguir retribuir.

O seu principal defeito?

O de fabrico.

A sua ocupação preferida?

A de território

Qual é a sua ideia de "felicidade perfeita"?

Basta-me uma canção pop bem construída.

Um desgosto?

A corrupção fácil dos mais fracos. Apesar de previsível, entristece sempre.

O que é que gostaria de ser?

Um cão. Se possível, com asas.

Em que país gostaria de viver?

Portugal (a parte difícil é viver).

A cor preferida?

Branco/Prateado.

A flor de que gosta?

Várias, em particular As Flores Do Mal.

O pássaro que prefere?

A arara do Iggy Pop.

O autor preferido em prosa?

Barthes, Berger, Coupland, Lydia Davis.

Poetas preferidos?

Frank O"Hara, Czeslaw Milosz, WH Hauden, Zach De La Rocha & António Variações.

O seu herói da ficção?

Robocop vs Bernie Sanders.

Heroínas favoritas na ficção?

A sétima faixa do álbum The Velvet Underground & Nico.

Os heróis da vida real?

George Carlin e Mohammad Ali pelas palavras, Michael Jordan pelos saltos altos.

As heroínas históricas?

A sétima faixa do álbum The Velvet Underground & Nico.

Os pintores preferidos?

Antes era o Basquiat, o Haring e o Hockney mas hoje pode ser a Eugénia Mussa.

Compositores preferidos?

Empate entre Bach, Thelonious Monk e os Ramones.

Os seus nomes preferidos?

Quase sempre nomes com acento agudo: Olímpia, Olívia, Emília, Letícia.

O que detesta acima de tudo?

Agentes da PIDE (andam por aí uns quantos, sorriem imenso).

A personagem histórica que mais despreza?

Não quero pensar muito nele agora para não ficar enjoado mas é português e dá ares de Conde Drácula.

O feito militar que mais admira?

O 25 de Abril.

O dom da natureza que gostaria de ter?

Ser como um rio, citando Miguel Ângelo.

Como gostaria de morrer?

Eu não sou dos que morrem.

Estado de espírito atual?

O espírito? Feliz da vida. Já a carne: entregue à bicharada.

Os erros que lhe inspiram maior indulgência?

Os do sistema operativo do meu computador portátil, porque errar é humano e isso é coisa que ele não é. Ctrl Alt Del.

A sua divisa?

Deitas-te com os cães, acordas com as pulgas.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG