Olympia Dukakis, a atriz que chegou ao sucesso na meia-idade

Deu vida a personagens marcantes no cinema e recebeu um Óscar, após décadas na Broadway e numa companhia familiar.

A morte, aos 89 anos, da atriz que se tornou famosa no cinema quando tinha 56 anos, foi confirmada no Facebook pelo irmão Apollo. "A minha amada irmã Olympia Dukakis faleceu esta manhã em Nova Iorque", escreveu. "Após muitos meses de saúde frágil, ela está finalmente em paz e com o seu [marido] Louis [Zorich]".

Dukakis foi distinguida com o Óscar de melhor atriz secundária pelo seu trabalho em Feitiço da Lua (Moonstruck), em 1987, no papel de mãe de uma jovem viúva interpretada por Cher, que receberia o Óscar de atriz principal. Este filme valeu ainda a Dukakis um Globo de Ouro e uma nomeação para os prémios britânicos (BAFTA).

Em 1988, Dukakis era um nome familiar nos Estados Unidos por causa do prémio de Olympia e porque o seu primo Michael Dukakis tinha obtido a nomeação democrata para as eleições presidenciais. No seu discurso na cerimónia da entrega dos Óscares, concluiu com um "OK, Michael, vamos embora" enquanto segurava a sua estatueta. Michael Dukakis acabou por perder as eleições para George Bush.

"A parte divertida é que as pessoas passam por mim na rua e gritam frases dos meus filmes. De Feitiço da Lua dizem: "A tua vida está a ir pela sanita abaixo"", disse ao Los Angeles Times em 1991. Mas antes de se tornar notada pelos seus papéis experimentou algumas desilusões: em 1985, contracenou com Meryl Streep e Jack Nicholson em A Difícil Arte de Amar, de Mike Nichols, mas o seu papel foi cortado na versão final.

Dukakis também não passou despercebida pelo seu papel em Magnólias de Aço (1989), cuja ação se passava num pequeno salão de cabeleireiro no Louisiana , e que também contou com os desempenhos de Julia Roberts, Shirley MacLaine, Sally Field e Daryl Hannah.

Olympia Dukakis foi casada com Louis Zorich desde 1962 até 2018, ano que este morreu. Zorich, também ator, ficou conhecido do grande público como o pai de Paul Reiser na série televisiva dos anos 90 Doido por Ti. Da relação nasceram Christina, atriz e produtora, Peter, produtor de TV, e Stefan, executivo numa distribuidora de filmes.

Com o irmão Apollo, Olympia e Louis fundaram em 1973 o primeiro teatro profissional em Nova Jérsia, o Whole Theatre. Durante 18 anos a atriz dedicou-se a fazer quase todos os papéis de uma pequena companhia, desde atender telefones a angariar patrocínios.

Olympia Mary Dukakis nasceu em 20 de junho de 1931, em Lowell, no Massachusetts, tendo crescido nos subúrbios de Boston. Filha de imigrantes gregos que trabalhavam em fábricas, a atriz contou que o pai era dado a acessos de raiva e a mãe era "fisicamente abusiva", no entanto, o pai tinha pertencido a um grupo de teatro na juventude e a mãe tocava piano. "Estes são os pais que fazem artistas", disse ao San Francisco Chronicle em 2002.

Cedo Olympia Dukakis demonstrou interesse no teatro, mas formou-se em fisioterapia. Enquanto trabalhava completou um mestrado em belas artes e anos depois mudou-se para Nova Iorque, onde fez carreira entre a Broadway e o seu teatro. "O sucesso nunca foi fácil para mim. As pessoas pensam num Óscar como o culminar da sua vida, o pagamento por tantos sacrifícios. Para mim, trata-se menos de recompensa do que de evolução", disse ao Los Angeles Times.

cesar.avo@dn.pt (com AFP)

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG