Musicais de Andrew Lloyd Webber no palco do YouTube

O autor dos mais famosos musicais criou um canal de YouTube para mostrar algumas das suas produções. Já é possível visitar as Galerias Romanas de Lisboa sem sair de casa. E ouça Rita Lee a cantar durante a quarentena.

Os musicais de Andrew Lloyd Webber agora online

Com a Broadway (em Nova Iorque) e o West End (em Londres) ainda encerrados, o compositor Andrew Lloyd Webber está a disponibilizar online algumas das produções dos seus mais famosos musicais. Fruto de uma parceria entre o Really Useful Group e a Universal, foi criado um canal de YouTube intitulado "The Show Must Go On", que, depois de Jesus Cristo Superstar, este fim-de-semana está a passar uma produção especial de O Fantasma da Ópera, que esteve em 2011 no Royal Albert Hall, com Ramin Karimloo, Sierra Boggess e Hadley Fraser (está disponível apenas até às 19.00 de domingo). Lloyd Webber promete continuar a mostrar mais músicais, todas as sextas-feiras. Além dos vídeos completos, o canal transmite alguns excertos e cenas dos bastidores.

Visitar os subterrâneos de Lisboa

Para este fim de semana estavam agendadas as habituais visitas orientadas às Galerias Romanas da Rua da Prata, que geralmente atraem milhares de pessoas. Este ano, isso não é possível por causa do estado de emergência, mas o Museu de Lisboa criou uma visita virtual em 3D às galerias, para que possamos descer aos subterrâneos da cidade mesmo sem sair de casa. E é uma pequena maravilha.

Aproveite também para ver este vídeo que o DN fez quando visitou as Galerias Romanas.

Rita Lee quer mais "Saúde"

A cantora brasileira Rita Lee, de 72 anos, está em casa com o marido, o músico Roberto Carvalho, na sua quinta no estado de São Paulo, rodeada de plantas e de animais, como ela tanto gosta. Um destes dias ela fez uma rara atuação no Instagram, aparecendo a cantar o tema Saúde, faixa que deu nome ao álbum de 1981, acompanhada por Roberto ao piano. A letra é bem atual: "Quero mais saúde / Me cansei de escutar opiniões / De como ter um mundo melhor / Mas ninguém sai de cima, nesse chove-não-molha / Eu sei que agora eu vou é cuidar mais de mim".

Veja aqui mais sugestões culturais para a quarentena.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG