Morreu o realizador Ivan Passer, figura da Nova Vaga checa

Passer foi uma das figuras principais da Nova Vaga do cinema checo, em parceria com o conhecido Milos Forman. Em 1969 fugiram ambos para os EUA. Morreu aos 86 anos.

Ivan Passer, argumentista e realizador que foi uma das principais figuras da nova vaga checa, morreu quinta-feira em Reno, estado do Nevada, nos EUA, confirmou a família. Tinha 86 anos. Um dos seus filmes mais conhecidos é "Cutter's Way" [À Maneira de Cutter], com Jeff Bridges como protagonista.

Passer era amigo e colaborador do realizador checo Milos Forman, autor de filmes como "Voando sobre um Ninho de Cucos" e "Amadeus". Conheceram-se num colégio interno para crianças que perderam os pais durante a guerra, onde também estudaram Vaclav Havel, antigo presidente checo, e Jerzy Skolimowski, cineasta polaco.

Depois de passarem pela escola de cinema de Praga, Passer e Forman escreveram juntos argumentos de filmes realizados por Forman na Checoslováquia, incluindo "Loves of a Blonde" [Amores de uma Loira] e"The Firemen's Ball" [O Baile dos Bombeiros]. A primeira longa-metragem de Passer foi o filme de 1965, "Intimate Lighting".

Passer e Forman fugiram de Praga em 1969, quando os tanques russos avançaram sobre a capital da Checoslováquia, colocando um ponto final na chamada Primavera de Praga. Fingiram ir de visita à Áustria e, embora não tivessem visto de saída, um guarda de fronteira que era fã de Forman deixou-os atravessar, disse Passer à Variety em 2018.

Depois de realizar vários filmes nos EUA, Passer dedicou-se na fase final da carreira a trabalhar para a televisão, incluindo um telefilme sobre Estaline, em 1992.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG