Morreu Elizabeth Wurtzel, autora de 'Prozac Nation'. Tinha 52 anos

A escritora e jornalista foi vítima de cancro da mama metastático, experiência sobre a qual escreveu no The New York Times.

Elizabeth Wurtzel, autora de Prozac Nation, morreu nesta terça-feira, em Manhattan, aos 52 anos. A escritora e jornalista foi vítima de cancro da mama metastático, já depois de se ter submetido a uma mastectomia dupla em 2015.

Wurtzel ficou conhecida sobretudo pelo seu livro de memórias, o bestsellerProzac Nation, que publicou com apenas 27 anos. No livro conta a sua luta com a depressão enquanto estudante universitária e de como foi salva pelo medicamento antidepressivo Prozac após várias tentativas de tratamento e tentativas de suicídio.

O livro foi adaptado ao cinema com estreia no Festival Internacional de Cinema de Toronto em 2001.

A morte foi confirmada ao The New York Times pelo escritor e amigo de infância da jornalista, David Samuels.

Após receber o diagnóstico de cancro metastático, Elizabeth Wurtzel tornou-se uma acérrima defensora dos testes BRCA - testes genéticos aconselhados a pessoas com histórico familiar de cancro - e escreveu sobre a sua experiência com a doença no jornal.

"Eu poderia ter feito uma mastectomia com reconstrução e ter saltado a parte em que tive cancro", escreveu Wurtzel.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG