Morreu a cantora e atriz Milita Meireles, que fez parte do trio Irmãs Meireles

Milita Meireles ficou conhecida como um dos "Rouxinóis de Portugal" e também foi atriz de cinema. Morreu no Rio de Janeiro, aos 93 anos.

A cantora e atriz Milita Meireles, que fez parte das Irmãs Meireles, trio de referência da música portuguesa na década de 1940, morreu na quarta-feira, no Rio de Janeiro, aos 93 anos, anunciou a Academia Portuguesa de Cinema.

Emília Augusta Meireles de Jesus, nascida no Porto, em 25 de setembro de 1928, que ficou conhecida como um dos "Rouxinóis de Portugal", também foi atriz de cinema.

A Academia recorda as suas participações em "Amor de Perdição" (1943), "Um Homem às Direitas" (1945), "O Diabo São Elas" (1945), "Aqui Portugal" (1947) e "Os Vizinhos do Rés-do-Chão" (1947), filmes em que participou autonomamente ou como parte das Irmãs Meireles.

Cidália Meireles (1925-1972), conhecida fadista da década de 1940, e Rosária (ou Rosália) Meireles (1926) eram os outros membros do trio, que se afirmou como um dos conjuntos com maior sucesso da rádio portuguesa, desde os primeiros anos da década de 1940, até ao início da seguinte, numa altura em que as emissões eram essencialmente feitas em direto.

Na linha das norte-americanas Andrew Sisters, as Irmãs Meireles ficaram conhecidas pelas suas harmonizações e o seu jeito 'swingado', não se afastando porém da tradição portuguesa, tendo chegado a atuar com trajes típicos vestidos, como os das noivas do Minho.

O trio, que fez digressões pela Europa, sobretudo no pós-guerra, e pela América do Sul, teve particular sucesso no Brasil, onde foi contratado pela Rádio Record de São Paulo, em 1947, e pela Rádio Atlântica, de Santos, em 1950.

Em 2016, foi publicada a biografia do trio - "Os Rouxinóis de Portugal", designação pelo qual era conhecido -, da autoria de Paulo Borges. Na altura foi também estreado um documentário com declarações de Milita, sobre os anos de ouro das Irmãs Meireles.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG