Exclusivo Memórias de uma obra-prima do musical

Agora que está a chegar o West Side Story dirigido por Steven Spielberg, importa não esquecer o original de 1961: a reinvenção de um grande sucesso teatral era também um sinal das experiências que estavam a transformar Hollywood.

O esplendor do musical "made in USA" volta a marcar a atualidade com a nova versão de West Side Story, dirigida por Steven Spielberg, a estrear nos ecrãs de todo o mundo ao longo do mês de dezembro (dia 8, em Portugal). Há um misto de celebração e mágoa a envolver o acontecimento: um dos mestres do musical, Stephen Sondheim, autor dos versos de West Side Story, faleceu há pouco mais de uma semana, a 26 de novembro, contava 91 anos - como o próprio Spielberg revelou na ante-estreia do filme, ocorrida três dias mais tarde, no Lincoln Center, em Nova Iorque, Sondheim ainda acompanhou o projeto, tendo estado presente em todas as sessões de gravação das canções.

Dir-se-ia que deparamos com o encerramento simbólico de um ciclo, não apenas do género musical, mas da própria história de Hollywood e do "entertainment". Isto porque foi em 1961 que os ecrãs das salas escuras acolheram o primeiro West Side Story, assinado por Robert Wise e Jerome Robbins.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG