Irmã de Britney Spears quer controlo sobre fortuna da cantora

Jamie Lynn Spears quer que o dinheiro do fundo que a cantora norte-americana criou para os filhos em 2004 passe para as contas que controla.

A irmã mais nova de Britney Spears, Jamie Lynn Spears, pediu ao tribunal para ter o controlo do dinheiro que a cantora reservou num fundo para os filhos. É mais um capítulo da tensa batalha da artista, que procura reverter a decisão que a deixou, há 12 anos, sob a guarda legal do pai.

Segundo o Los Angeles Times, Jamie Lynn, atriz de 29 anos, quer mais controlo sobre a fortuna da irmã, atualmente com 38 anos, apesar de já ter uma palavra a dizer sobre as finanças de Britney, uma vez que é uma das administradoras do seu património desde 2018.

Mas, num pedido ao tribunal apresentado na semana passada, pediu o controlo do dinheiro depositado no fundo para os filhos de Britney, fruto do seu casamento com Kevin Federline, que terminou em 2007. Depois do divórcio, a estrela norte-americana começou a agir de forma errática, tendo passado por vários tratamentos e hospitais psiquiátricos.

O fundo foi criado pela cantora, que por causa dos problemas mentais não tem a custódia dos filhos mas é autorizada a vê-los, em 2004. Uma emenda assinada em 2018 estabelece que, em caso de morte, é Jamie Lynn Spears que deve administrar o fundo em nome dos filhos de Britney.

Agora, a atriz quer que o dinheiro seja transferido para as contas que ela controla, sendo sempre necessária a autorização de um juiz para ser libertado.

As finanças de Britney são controladas pelo pai, James Spears, que por questões de saúde se afastou temporariamente das suas obrigações em 2019.

Os fãs da cantora criaram o movimento #FreeBritney, para lhe devolver o controlo sobre a sua vida e carreira.

Outras Notícias

Outros conteúdos GMG