Shakira garante que "não deve nada ao fisco espanhol"

A cantora colombiana é acusada de defraudar o fisco espanhol em 14,5 milhões de euros.

Suspeita de ter defraudado o fisco espanhol em 14,5 milhões, Shakira, de 42 anos, esteve esta manhã no tribunal de Espugues de Llobregat, em Barcelona. Durante mais de uma hora e meia, a cantora colombiana esteve a responder ao juiz no âmbito das suspeitas de fraude fiscal.

Uma semana antes do que estava previsto - a audiência da mulher de Gerard Piqué, jogador do Barcelona, estava prevista para 12 de junho -, Shakira chegou pouco antes das 10:00 ao tribunal, acompanhada pelos seus advogados. A colombiana está a ser investigada por suspeitas de ter praticado seis crimes contra as finanças espanholas.

De acordo com o Ministério Público, entre 2012 e 2014, Shakira residia em Barcelona, pelo que devia ter pagado 12,3 milhões de euros de imposto de renda e quase 2,2 milhões de euros à Autoridade Tributária da Catalunha pelo imposto sobre o património. Os procuradores consideram que durante esse período a cantora terá cometido seis delitos fiscais que a podem a levar a cumprir pena de prisão além do pagamento de uma multa.

Pagou 20 milhões de euros de impostos em atraso referente a 2011

A investigação remonta a 2011, ano a partir do qual as autoridades espanholas consideram que Shakira já era uma residente fiscal de Espanha. De acordo com a lei espanhola, quem reside no país pelo menos 183 dias tem de pagar os impostos. A cantora alegou que a sua residência fiscal estava nas Bahamas, mas acabou por pagar ao fisco 20 milhões de euros por impostos em atraso referentes ao exercício de 2011.

A intérprete dos sucessos Hips Dont' Lie ou Waka Wakagarante, em comunicado, que cumpriu sempre com as suas obrigações tributárias, "incluindo o período compreendido entre 2011 e 2014", em todos os países onde trabalhou, incluindo os EUA. No documento, citado pelo El Mundo , a cantora refere que "não deve nada ao fisco espanhol".

De acordo com o jornal, o Ministério Público refere que Shakira nos anos 2012, 2013 e 2014 "não forneceu qualquer documentação ou informação em relação a rendimentos e bens alegando como motivo a residência fiscal fora de Espanha". Os procuradores rejeitam esse argumento e consideram que nesse período a artista vivia com Gerard Piqué em Barcelona, embora tenha residido noutros países devido a compromissos profissionais, como os EUA onde fez de jurada no concurso de televisão The Voice.

Os procuradores acusam a cantora colombiana de se ter socorrido de uma rede de sociedades com domicílio em paraísos fiscais para ocultar o pagamento de impostos.

Ler mais

Exclusivos