Paris. Primeiro museu flutuante do mundo está a nascer no Sena

Fluctuart vai ser também o primeiro museu de arte urbana em França e abe as portas ao público em junho.

Um novo museu está a ser construído em Paris. Vai ser o primeiro museu flutuante do mundo, neste caso no rio Sena, perto da Pont des Invalides. A construção tem 1200 metros quadrados e vai celebrar um tema: a arte urbana, com obras de artistas como Shepard Fairey e Banksy. Chama-se Fluctuart e vai abrir ao público em junho.

A galeria de arte, projetada pelo escritório de arquitetura Seine Design, tem uma estrutura com 1200 metros quadrados dividida em três andares. Desenhada de forma retangular, é completamente transparente, para armazenar luz natural e oferecer aos visitantes a melhor vista para a Ville Lumière.

O primeiro andar dá casa a uma biblioteca e vários centros de estudo, o segundo vai ser o coração do museu, dividido em salas e espaços para exposições separados não por paredes mas por 13 janelas. O terceiro e último piso vai ser o terraço, o destaque do projeto, com um bar para os visitantes apreciarem a vista e participarem em eventos.

O tema deste museu flutuante? Arte urbana

O grande protagonista do museu vai ser a arte urbana e o seu diretor vai ser Nicolas Laugero Lasserre, colecionador e especialista nesse tipo de arte. "Fluctuart reflete a arte que abriga. Um espaço criativo, aberto a todos, todos os dias, livre, dinâmico e estimulante."

A localização também não é aleatória. A zona de Pont des Invalides é rica em história, nomeadamente história da arte urbana. Foi onde Shepard Fairey "deu à luz os seus melhores trabalhos e Banksy se sente em casa", explica Lasserre. "Além disso, Paris é a capital da arte urbana. A nossa filosofia? A busca por uma arte acessível a todos está inscrita no nosso ADN," não se esquece de acrescentar o diretor do futuro museu.

Para além de ser o primeiro museu capaz de flutuar vai ser o primeiro museu francês dedicado aos artistas de rua (sendo que também é um dos primeiros da Europa). "O objetivo é oferecer aos visitantes uma viagem pela arte urbana, em todas as suas variações, através de exposições temporárias, destaque a diferentes artistas ou países."

O projeto do museu Fluctuart, vencedor do concurso Réinventer la Seine, faz parte da iniciativa de desenvolver as margens do rio Sena, áreas que estão a ganhar nova vida graças a mais de quarenta projetos dos mais variados géneros.

Inicialmente previsto inaugurar em maio, o site do futuro museu já garantiu que só em junho vai abrir as suas portas.

Exclusivos

Premium

Adriano Moreira

Navegantes da fé

Este livro de D. Ximenes Belo intitulado Missionários Transmontanos em Timor-Leste aparece numa época que me tem parecido de outono ocidental, com decadência das estruturas legais organizadas para tornar efetiva a governança do globalismo em face da ocidentalização do globo que os portugueses iniciaram, abrindo a época que os historiadores chamaram de Descobertas e em que os chamados navegantes da fé legaram o imperativo do "mundo único", isto é, sem guerras, e da "terra casa comum dos homens", hoje com expressão na ONU.