Foodie Love: uma série de fazer crescer água na boca

Passar dos sabores da Ceia de Natal para os sabores de uma série espanhola: Foodie Love estreia esta quarta-feira na HBO Portugal e explora o prazer de se partilhar a mesa com alguém.

Escrever e realizar uma série centrada em amantes da gastronomia exige uma certa queda para o tema. Isabel Coixet, que manteve um blogue de culinária até há um par de anos, tem-na de sobra. A realizadora espanhola, conhecida por A Vida Secreta das Palavras, decidiu transformar a sua paixão por comida em algo que ainda não fazia parte do seu currículo: uma série. "É uma forma de usar todos os anos que passei a comer em restaurantes incríveis pelo mundo fora, e também nos lugares mais estranhos", disse à revista Hollywood Reporter.

Foodie Love é, assim, não só a primeira incursão que faz neste género de narrativa televisiva, mas também o primeiro conteúdo original espanhol produzido pela HBO. Preparem-se então os copos, talheres ou pauzinhos, porque há muito para saborear aqui... ou, pelo menos, para fazer crescer água na boca.

Os protagonistas de Foodie Love são os paladares privilegiados desta exploração gastronómica. Ela, uma atraente editora de livros, interpretada pela espanhola Laila Costa (atriz revelação de Victoria), e ele, um tímido matemático de sucesso, interpretado pelo argentino Guillermo Pfening, cruzam destinos graças a uma aplicação de telemóvel que junta apreciadores de iguarias. Tudo começa num encontro literalmente definido como "conversa de café", em que impera a atrapalhação dos desconhecidos (e, nesse sentido, este será o episódio mais trivial), mas depois a fórmula ganha cadência e cor, refletindo-se numa sucessão de novos encontros e desencontros apetitosos. De Barcelona a Tóquio, passando por Roma e o sul de França, os episódios levam o espectador no desenvolvimento da intimidade dos dois, entre restaurantes, bares, gelatarias, cafés, sempre dando às comidas e bebidas um sentido de contexto: elas podem representar a descoberta de novos sabores ou podem igualmente traduzir memórias.

Com este conceito, Foodie Love permite observar não só um certo espírito cosmopolita, e as tensões físicas e psicológicas latentes nas relações urbanas, mas também o modo como o "estar à mesa com alguém" estabelece um vínculo especial, por mais vacilante que possa ser a conversa - na vida real, não há diálogos perfeitos, e muito menos quando intercalados com sensações gustativas. Essa simplicidade da "receita" é o que deixa a série com rédea solta, usando os mesmos ingredientes mas temperos diferentes nos seus oito capítulos de meia hora cada.

Desengane-se, no entanto, quem acha que é só de comida que aqui se fala. Comentários atrevidos, fantasias sexuais, críticas ao estado da literatura e, sobretudo, referências a filmes (Era Uma Vez na América, Annie Hall, Almoço de 15 de Agosto...) vão pontuando a proximidade crescente dos protagonistas. E como Isabel Coixet quer, definitivamente, colocar o espectador dentro da cabeça das personagens, através de balões que expressam os seus pensamentos ou mesmo com os atores a falarem diretamente para a câmara, temos acesso às suas hesitações e jogo de sedução. O desejo cresce ao ritmo da degustação.

De entre os ingredientes que enriquecem o cozinhado televisivo de Coixet, vale a pena destacar o toque de charme da participação da francesa Agnès Jaoui, no segundo episódio desta produção, e o tema de Júlio Resende incluído na banda sonora (Cyborg improvisa sobre a Luz e a Madrugada), que faz do músico o primeiro português a ter a sua música original numa série da HBO.

Estreada no início de dezembro na HBO Espanha - onde já está nomeada para dois Prémios Feroz (melhor série e atriz) - Foodie Love chega agora à HBO Portugal no adequado espírito de época. Isto é, no que à alegria do paladar diz respeito... Sendo a primeira série de Coixet, não é, contudo, o seu primeiro projeto para uma plataforma de streaming. Antes desta assinou para a Netflix a longa-metragem Elisa e Marcela, a história verídica, que remonta ao início do século passado, de uma mulher espanhola que assumiu identidade masculina para poder casar com a sua amante de longa data.

Como o título sugere, amor é também o que não falta na deambulação citadina de Foodie Love. E a aproveitar a deixa, a Zomato associou-se ao lançamento da série oferecendo aos subscritores do pacote Gold da app de restaurante e bares dois meses de acesso ao serviço de streaming da HBO. Junta-se o útil ao agradável.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG