Elton John em lágrimas por interromper concerto

Músico de 72 anos está com uma pneumonia e foi obrigado a deixar de cantar durante uma apresentação no estádio Mount Smart, na Nova Zelândia.
​​​

Sem conseguir conter as lágrimas, o cantor e compositor britânico pediu desculpas aos fãs por ter sido obrigado a interromper um concerto na Nova Zelândia, este domingo. Elton John foi diagnosticado com uma pneumonia.

Apesar do estado de saúde debilitado, o músico de 72 anos esforçou-se para cantar durante uma apresentação no estádio Mount Smart. Depois de ser examinado por um médico, o artista ainda cantou mais duas músicas, mas acabou por interromper a apresentação a meio do espetáculo.

"Não posso cantar. Perdi completamente a voz", afirmou, com voz rouca. "Tenho de ir. Lamento muito", acrescentou o cantor, dirigindo-se aos fãs.

As autoridades de saúde mundiais estão em alerta máximo devido ao novo coronavírus, mas a Nova Zelândia não registou casos da doença.

"Fui diagnosticado com uma pneumonia atípica, mas estava determinado a oferecer-vos o melhor espetáculo humanamente possível", escreveu o músico no Twitter.

"Toquei e cantei com todo o meu coração, até a minha voz não conseguir mais. Estou dececionado, profundamente chateado e lamento muito. Dei tudo o que tinha", escreveu o cantor.

A primeira-ministra da Nova Zelândia, Jacinda Ardern, disse se encontrou com o cantor antes do concerto de domingo e que "dava para perceber que não estava a sentir bem".

"O fato de ele ter passado aproximadamente duas horas no palco com uma performance gigantesca foi incrível e muito generoso", declarou.

O músico está na Nova Zelândia com a tournée mundial "Farewell Yellow Brick Road", que começou em 2018 e dever terminar este ano em Londres.

Esta é considerada a última oportunidade de assistir a um concerto de Elton John ao vivo antes do músico se retirar dos palcos.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG