Coro Gulbenkian vai atuar na Philharmonie de Paris

O Coro Gulbenkian vai tocar a sinfonia Romeu e Julieta, de Hector Berlioz, juntamente com cantores como Joyce DiDonato, Cyrille Dubois e Christopher Maltman nos dias 7 e 10 de junho em Estrasburgo e em Paris

O Coro Gulbenkian vai juntar-se à Orquestra Filarmónica de Estrasburgo, dirigida por John Nelson, para dois espetáculos a 7 de junho, em Estrasburgo, e depois no dia 10, em Paris na Philharmonie.

O coro vai tocar a sinfonia Romeu e Julieta, de Hector Berlioz, juntamente com cantores como Joyce DiDonato, Cyrille Dubois e Christopher Maltman. O espetáculo de Paris na Philarmonie será gravado ao vivo e editado em CD.

A partir do dia 10 de junho, 90 obras da Coleção Calouste Gulbenkian vão também estar expostas no Hôtel de la Marine de diferentes épocas e culturas. Estas peças da exposição foram escolhidas por serem as menos exploradas da Coleção e vão estar em exibição até 2 de outubro.

A dia 8 de junho vai estar também aberta a exposição O resto é sombra junta o escultor Rui Chafes, o cineasta Pedro Costa e o fotógrafo Paulo Nozolino, num diálogo entre o cinema, a escultura e a fotografia que pode ser visto até dia 22 de agosto.

Na programação da Temporada Cruzada apoiada pela Fundação Gulbenkian, o jardim do Museu do Louvre exibe uma obra monumental em cortiça, de Pedro Cabrita Reis. Nesta obra, intitulada As Três Graças, o artista reinterpreta um dos temas marcantes da Antiguidade clássica.

Musée Cantini de Marselha vai receber a exposição Vieira da Silva. L"oeil du labyrinthe, a partir de 9 de junho.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG