Cantor David Olney morre em palco depois de pedir desculpa ao público

Cantor e compositor norte-americano de 71 anos sofreu um ataque cardíaco durante uma atuação no sábado à noite

O cantor e compositor folk norte-americano de 71 anos, David Olney, morreu no sábado à noite durante uma atuação em Fort Walton Beach, no estado de Florida, vítima de ataque cardíaco.

O artista morreu em palco e, segundo os dois músicos que estavam ao lado de Olney na atuação, Amy Rigby e Scott Miller, pediu desculpas ao público antes de fechar os olhos.

Olney era uma figura importante da música de Nashville, no Tennessee, depois de se ter mudado para lá em 1973, quando deixou a sua cidade natal, Rhode Island. Entretanto formou a banda The X-Rays, que lançou dois álbuns, e gravou mais de 20 álbuns a solo, incluindo This Side Or The Other, lançado em agosto de 2018.

A sua música Deeper Well foi gravada por Emmylou Harris e apresentada no álbum Wrecking Ball, que venceu um Grammy em 1995.

Como compositor, Olney escreveu uma vez sobre Jesus a partir da perspetiva narrativa do burro que o levou a Jerusalém e sobre o Titanic da perspetiva do iceberg que afundou o navio.

"Foi um dos melhores compositores com quem tive o prazer de tocar e conhecer. O David estava a tocar uma música quando parou, disse 'desculpem-me' e encostou o queixo ao peito. Ele nunca largou a guitarra dele nem caiu do banco. Foi fácil e gentil como ele era. Nós colocámo-nos no chão e tentámos reanimá-lo até à chegada dos paramédicos", descreveu no Facebook Scott Miller, um dos músicos que atuava ao lado de Olney no fatídico concerto.

"Olney estava a meio da sua terceira música quando parou, pediu desculpas e fechou os olhos. Ele estava muito quieto, sentado com a guitarra, a usar o chapéu mais fixe que tinha e um bonito casaco de camurça", contou Amy Rigby.

David Olney deixou assim a sua mulher, Regine, e os filhos Lillian e Redding.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG