Realizador Breno Silveira morre durante filmagens

Cineasta brasileiro não resistiu a um ataque cardíaco. Filmagens decorriam no interior do estado de Pernambuco, num filme protagonizado por Fernanda Montenegro.

DN/AFP

O cineasta brasileiro Breno Silveira, premiado no circuito internacional de festivais de cinema, morreu no sábado, aos 58 anos, após sofrer um ataque cardíaco no set do filme que realizava, informou a produtora.

Silveira, que dirigiu clássicos contemporâneos como Dois Filhos de Francisco (2005) e Gonzaga: De Pai pra Filho (2012), foi "um dos maiores cineastas [brasileiros] e um símbolo da cultura e da arte brasileira", disse em comunicado a sua produtora, Conspiração Filmes.

De acordo com a imprensa, Silveira sofreu um ataque cardíaco fulminante no set de filmagens do seu último filme, Dona Vitória, protagonizado por Fernanda Montenegro. Segundo O Globo, o realizador estava a recuperar de covid.

O filme - baseado na história real de uma idosa que começou a filmar, da janela da sua casa, a atuação de traficantes na rua e descobriu um grande esquema de corrupção - estava a ser gravado na cidade de Vicência, interior de Pernambuco.

Silveira estudou Cinema na École Louis-Lumière, em Paris. Começou a carreira como diretor de fotografia, ganhando destaque com filmes como Eu Tu Eles (2000), que foi exibido no Festival de Cannes na categoria Um Certo Olhar.

Estreou-se na realização em 2005 com Dois Filhos de Francisco, que bateu recordes de bilheteira no Brasil e foi o escolhido brasileiro para disputar na categoria Melhor Filme Estrangeiro no Oscar, apesar de não ter sido escolhido.

Os filmes de Silveira foram exibidos em festivais em Toronto, Havana e Monte Carlo. Também se destacou pelo seu trabalho para a TV. A sua série 1 Contra Todos foi a brasileira que mais nomeações recebeu para o Emmy internacional.

De acordo com a Conspiração Filmes, deixa mulher e dois filhos.