Alec Baldwin de "coração partido" após matar acidentalmente diretora de fotografia

Ator de Hollywood diz estar em choque após trágico acidente que tirou a vida a Halyna Hutchins

O astro de Hollywood Alec Baldwin disse esta sexta-feira que o "seu coração está partido" depois de ter disparado e matado uma diretora de fotografia num set de filmagem nos arredores de Santa Fé, no estado do Novo México, sudoeste dos Estados Unidos.

O ator, que disparou acidentalmente uma arma de adereço que não devia estar carregada, disse que estava a cooperar totalmente com a investigação policial.

"Não há palavras para expressar o meu choque e tristeza em relação ao trágico acidente que tirou a vida a Halyna Hutchins, uma esposa, mãe e colega nossa profundamente admirada", tweetou.

"O meu coração está partido pelo seu marido, o seu filho e por todos os que conheciam e amavam a Halyna", acrescentou.

Além de Halyna Hutchins, de 42 anos, os disparos também feriram o realizador do filme, Joel Souza, de 48, que foi admitido na unidade de cuidados intensivos do centro médico Christus St. Vincent,

Halyna Hutchins ​​​​​​​ainda foi transportada de helicóptero para um hospital próximo, mas "não resistiu aos ferimentos", indicou o Departamento do Xerife do Condado de Santa Fé.

As vítimas foram atingidas quando "Alec Baldwin disparou uma arma de fogo utilizada para as filmagens" de "Rust", tendo sido já iniciada uma investigação, de acordo com um comunicado do gabinete do xerife de Santa Fé.

O acidente ocorreu durante a tarde (hora local) de quinta-feira, no rancho de Bonanza Creek, onde estavam a ser filmadas várias cenas do 'western', do qual Baldwin era produtor e protagonista.

De acordo com os investigadores, que se deslocaram ao local, o incidente parece ter sido causado pela utilização, como adereço, de uma arma de fogo, disparada durante uma cena do filme.

"Os investigadores estão a investigar que tipo de bala foi disparada e como", acrescentou o comunicado, sem referir quantos tiros foram disparados.

"Esta investigação permanece aberta e ativa", disse Juan Rios, porta-voz do gabinete do Xerife do Condado de Santa Fé, referindo que não foi feita nenhuma acusação relacionada com este incidente. As testemunhas continuam a ser entrevistadas pelos detetives, informou.

Em declarações à agência de notícias AFP, Rios fez saber que Alec Baldwin falou voluntariamente com os agentes da polícia que estão a investigar o caso.

O ator "prestou declarações e respondeu às perguntas [dos detetives]. Ele veio voluntariamente e deixou o edifício depois de" falar com as autoridades responsáveis pela investigação.

Foi revelada, entretanto, uma imagem de Alec Baldwin, aparentemente em choque e em lágrimas, enquanto falava ao telemóvel. A fotografia, publicada no site Santa Fé New Mexican, foi tirada por Jim Weber, tendo sido replicada por vários órgãos de comunicação social.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG