Espólio de Hermano Saraiva rendeu mais do dobro do valor esperado

Receita das peças leiloadas foi de 700 mil euros, a ser repartida pelos cinco filhos do historiador

O leilão do espólio do historiador José Hermano Saraiva, que decorreu entre quarta e sexta-feira, conseguiu superar o valor esperado que estava estimado em 300 mil euros. As peças - entre elas dois capitéis romanos que foram adquiridos pelo Museu de Lisboa - renderam 700 mil euros, que serão repartidos pelos cinco filhos do ex-ministro da Educação, que morreu em 2012.

De acordo com o Correio da Manhã, ficou "muito pouco por vender" do que foi levado a leilão, no Palácio do Correio Velho, em Lisboa. Os dois capitéis - cuja base de licitação estava fixada nos oito mil euros, renderam 20 500 euros e foram adquiridos pela autarquia com destino ao Museu de Lisboa.

As peças "Santas Mães", que se esperava que fossem compradas por um valor superior a 20 mil euros - a base de licitação - foram adquiridas pelo valor exato, mas foram muitas as pessoas - mais de mil - que se dirigiram ao Palácio do Correio Velho porque queriam ficar com uma recordação do historiador, professor e narrador da história na televisão portuguesa..

A receita resultante da venda das peças do historiador pode ainda aumentar, uma vez que decorrem leilões online.

"O meu pai não era um colecionador sistemático, que procurasse coisas intrinsecamente pelo valor que tinham. Colecionava com dois critérios, principalmente: a beleza das peças e a profundidade histórica que tinham, o que é que tinha acontecido na época em que aquela peça foi feita. Eram referências para o conhecimento do passado que ele tinha", disse Rodrigo Saraiva, professor universitário, ao DN, antes do leilão.

Ler mais

Exclusivos