Tem 462 metros, é o edifício mais alto da Europa e está quase concluído

O Lakhta Center vai ser a sede principal da empresa russa de energia Gazprom, em São Petersburgo. A área exterior fica pronta no final deste verão, o interior em 2019.

O edifício mais alto da Europa está quase concluído. O Lakhta Center, em São Petersburgo, vai ser a sede principal da Gazprom, a maior empresa de energia da Rússia. A altura? 462 metros divididos por 82 andares, num espaço que vai incluir escritórios, centros médicos e desportivos, restaurantes, cafés, jardins, salas de exposições e um planetário. Na Europa, o maior edifício era o The Shard, em Londres com 310 metros.

O Lakhta Center começou a ser construído em 2012. De acordo com Philip Nikandro, um dos arquitetos do projeto, citado pela CNN, o exterior do edifício vai ficar totalmente concluído no final deste verão; o interior, só no início do próximo ano.

As imagens obtidas através de drones mostram a impressionante silhueta da torre principal, que foi projetada para simbolizar uma chama, o símbolo da Gazprom.

A gigante russa de energia há muito que queria ter a sua sede principal na cidade de São Petersburgo, e em 2006 quis erguer uma torre no centro da cidade, mas o projeto não avançou devido à resistência dos moradores, que viam ameaçado o coração histórico da cidade, Património Mundial da UNESCO desde 1990. A Gazprom decidiu então erguer a sua sede em Lakhta, a oito quilómetros do centro histórico de São Petersburgo.

A construção envolve muitos pormenores. Por exemplo, foram construídas 15 colunas que servem para estabilizar a torre, porque no último andar os ventos podem atingir os 85 km/hora. E a fachada do edifício é coberta por painéis de vidro que têm como objetivo limitar a perda de calor.

O Lakhta Center vai ser o edifício mais alto da Europa, mas no ranking mundial ocupa apenas a 13.ª posição. O mais alto a nível mundial continua a ser o Burj Khalifa, no Dubai, com 828 metros. Mas dentro de uns anos deixará de ser, pois estão em construção mais dois arranha-céus que vão bater este recorde: a Jeddah Tower, na Arábia Saudita, que terá 1001 metros e cuja conclusão está prevista para 2020, e o The Bride, em Basra, no Iraque, que será inaugurado em 2025 e terá 1152 metros.

Outras Notícias

Outros conteúdos GMG