Um dos maiores dinossauros do mundo vai a leilão. Qualquer um (com seis milhões de euros) pode ficar com ele

Tem 13 metros de altura e 12 metros de comprimento incluindo a cauda e é composto por 188 ossos, o que o torna num dos maiores e mais completos esqueletos de T. rex do mundo.

É um dos esqueletos de Tyrannosaurus rex mais completos do mundo e vai ser leiloado pela Christie's, em Nova Iorque, no dia 6 de outubro. Até lá, está em exposição na cidade onde está visível 24 horas através das janelas do Christie's Rockefeller Center.

Segundo a CNN, o valor da venda poderá ultrapassar os seis milhões de euros.

Stan, o T. rex, foi assim batizado em homenagem ao paleontólogo amador que descobriu as suas ossadas.

O dinossauro foi estudado durante duas décadas no Instituto Black Hills, no estado de Dakota do Sul, e os paleontólogos produziram dezenas de artigos e estudos sobre o exemplar.

Com 13 metros de altura e 12 metros de comprimento incluindo a cauda, ​​é composto por 188 ossos, o que o torna um dos maiores e mais completos esqueletos de T. rex do mundo.

O primeiro dos seus ossos foi encontrado em 1987 na Formação Hell Creek, que abrange partes de Montana, Dakota do Norte e do Sul e Wyoming, por Stan Sacrison, um paleontólogo amador.

Inicialmente identificados erroneamente como ossos de Triceratops, permaneceram intactos até 1992, quando se percebeu a sua verdadeira origem. Foram necessárias mais de 30.000 horas de trabalho manual para escavar e restaurar o esqueleto.

Na investigação ao esqueleto, os cientistas descobriram que Stan sobreviveu a uma fratura no pescoço, após o qual duas das suas vértebras se fundiram.

Também há sinais de perfurações no crânio e numa costela que pode ter sido causada por outro T. rex.

Em vida, Stan deveria pesar entre 7 a 8 toneladas. Viveu durante o período Cretáceo, há cerca de 115 milhões de anos, segundo paleontólogos da Universidade de Southampton.

Outras Notícias

Outros conteúdos GMG