Só volta a chover em 2020. Algarve terá as temperaturas mais altas do país

Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) prevê tempo seco até 2 de janeiro. Algarve vai ser a região mais quente do país.

Depois das depressões Elsa e Fabien, o mau tempo tem dado tréguas nos últimos dias, tréguas essas que se vão estender até ao final do ano, segundo a previsão do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).

"No fim de semana o céu vai estar pouco nublado ou limpo, sem chuva. Não se prevê chuva até 2 de janeiro, segundo a previsão de hoje [sexta-feira]", disse ao DN a meteorologista de serviço do IPMA, Madalena Rodrigues, que adianta que esta previsão é válida para todo o país.

Se por um lado há tempo seco, por outro vai registar-se uma descida de temperatura. Porém, o Algarve, um dos destinos prediletos para os portugueses festejarem o Réveillon, vai ser a região mais quente. "A temperatura vai ter tendência para descer para valores normais para esta época do ano, mas no sul estará mais elevada. As máximas para o Algarve andam, até dia 1, entre 16 e 17 graus, e as mínimas entre 8 e 9", frisou.

Para a Lisboa, preveem-se máximas entre 10º a 17º no sábado, 9º a 16º no domingo, 8º a 15º para dia 31 e 7º a 13º para dia 1. No Porto a previsão é de 7º a 19º no sábado, 7º a 18º no domingo, 4º a 15º no dia 31 e 5º a 15º no dia 1. Para Faro estão previstas temperaturas de 12º a 18º no sábado, 10º a 16º no domingo, 9º a 17º no dia 31 e 8º a 17º no dia 1.

"O vento vai estar fraco do quadrante leste, soprando com mais intensidade nas terras altas do centro e sul", acrescentou a meteorologista.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG