Panda-gigante nasceu no Jardim Zoológico de Washington (COM VÍDEO)

A mãe, Mei Xiang, já de idade avançada, começou de imediato a embalar a cria. Veja o vídeo.

Um panda-gigante nasceu este sábado no Jardim Zoológico Nacional de Washington, nos Estados Unidos, anunciou a instituição, referindo que a mãe, Mei Xiang, começou de imediato a embalar a cria. A instituição adiantou que a equipa do zoo dedicada ao panda ouviu a cria a vocalizar.

VEJA AQUI O VÍDEO

"Os pandas-gigantes são um símbolo internacional da vida selvagem ameaçada e de esperança. Com o nascimento desta preciosa cria, estamos encantados por oferecer ao mundo um tão necessário momento de pura alegria", disse o diretor do Instituto Nacional de Zoologia e Biologia da Conservação do Smithsonian, Steve Monfort.

O responsável do instituto acrescentou que, devido à idade, as hipóteses de a panda-gigante se reproduzir eram reduzidas.

"Porque a Mei Xiang é de idade materna avançada, sabíamos que as hipóteses de ela ter uma cria eram escassas, no entanto, queríamos dar-lhe mais uma oportunidade de contribuir para a sua espécie", sublinhou Steve Monfort.

O Zoológico Nacional de Washington revelou na sexta-feira à tarde que a panda matriarca Mei Xiang parecia estar em trabalho de parto.

"Mei Xiang tornou-se cada vez mais agitada e começou a lamber o corpo, ambos os sinais de que o trabalho de parto provavelmente já começou!", transmitiu o zoo no Instagram e no Twitter. "A nossa equipa da panda-gigante está a acompanhá-la de perto através da Panda Cam, para a chegada da cria", referiu a instituição.

Mei Xiang tem passado a maior parte do seu tempo dentro de casa, numa pequena toca, onde criou um ninho fora dos ramos. Embora o local pareça minúsculo para um grande panda, o jardim zoológico disse que pandas-gigantes na natureza dão à luz em pequenas covas.

Os pandas-gigantes, à nascença, são cor-de-rosa e sem pelo. As distintivas marcas de pelo preto e branco vêm mais tarde.

Mei Xiang já teve três filhos: Tai Shan, Bao Bao e Bei Bei. Aos 4 anos, todas foram transportadas para a China, ao abrigo de um acordo com o Governo chinês.

Aos 22 anos, Mei Xiang, alvo de um processo de inseminação artificial, é a panda-gigante mais velha a dar à luz com sucesso nos Estados Unidos. A mais velha do mundo deu à luz na China, aos 23 anos.

Outras Notícias

Outros conteúdos GMG