Regresso às aulas. Sete cuidados a ter com a coluna dos seus filhos

Cerca de 50% das crianças até aos 15 anos sentem dores nas costas, revela um estudo publicado pelo American Journal of Neuroradiology

Postura incorreta à secretária, excesso de peso na mochila, falta de exercício físico e demasiado tempo passado com dispositivos eletrónicos. Estas são algumas das razões que podem causar dores na coluna. Com o regresso às aulas a aproximar-se o médico Luís Teixeira refere alguns cuidados a ter para evitar lesões nas costas.

"A fase escolar é marcada por transformações significativas na vida das crianças e adolescentes, a nível motor e psicossocial, pelo que é importante que os pais estejam atentos às queixas dos filhos e que intervenham na sua correção postural a fim de criar bons hábitos preventivos", aconselha o médico ortopedista e presidente da Associação Sem Fins Lucrativos Spine Matters, Luís Teixeira, num comunicado enviado às redações.

O médico recomenda aos pais que tenha atenção às seguinte situações:

1. Os aparelhos tecnológicos contribuem para uma postura incorreta. Ao usar o computador ou o telemóvel, tendencialmente, a cabeça está curvada, o pescoço fica em esforço e o corpo está apoiado nos cotovelos. Desta forma, há uma maior probabilidade de desenvolver problemas nas zonas lombar e cervical.

Conselho: Limite o tempo que os seus filhos passam ao computador, insista para que mantenham as costas bem apoiadas na cadeira e para que movimentem o pescoço e os ombros para aliviar a pressão da cervical.

2. A má postura à secretária pode desenvolver restrições musculares. É importante estar sentado em cadeiras confortáveis, que não sejam muito rígidas, e que tenham espaço para colocar os braços em ângulo reto. Os pés devem estar bem apoiados no chão a formar um ângulo de 90 graus.

Conselho: Incentive os seus filhos a estarem bem sentados e a fazerem pausas para alongar a cada 40 minutos.

3. Mochilas pesadas aumentam as dores na coluna e na cabeça, provocam também desconcentração nas aulas. Luís Teixeira refere que há alunos que chegam a carregar 15% do seu peso às costas em material escolar.

Conselho: Pese as mochilas e aconselhe os seus filhos a retirar tudo o que possa ser desnecessário. As alças da mala devem estar ajustadas e o peso distribuído de forma uniforme. Ao contrário do que muitas vezes é dito, as mochilas com rodas não são a melhor solução, uma vez que colocam o peso todo de um lado.

4. Praticar exercício físico ajuda a fortalecer os músculos, a ter melhor postura e maior mobilidade. A prática desportiva ajuda ainda a combater a obesidade, uma das principais causas de dores nas costas em qualquer idade.

Conselho: incentive os seus filhos a fazerem desporto. Os exercícios aquáticos são os melhores porque não têm impacto nas articulações e porque permitem às crianças ter mais liberdade de movimento, beneficiam também a respiração e a circulação.

5. O colchão errado pode causar má postura durante o sono. É ainda importante verificar que o corpo, a cabeça e a coluna estão alinhados - esta é ​​​​​​​a postura correta para dormir.

Conselho: as almofadas das crianças devem ser mais baixas que as dos adultos, por causa da sua relação cabeça/tronco.

6. O stress ajuda a desenvolver tensões musculares desproporcionais. A ansiedade que os trabalhos da escola podem causar não deve ser negligenciada.

Conselho: ajude os seus filhos a criarem tempo livre para aliviar a pressão da escola.

7. Atenção aos sinais. Os pais devem ouvir e valorizar as queixas dos filhos, por exemplo, perceber se a mochila está a deixar marcas nas costas.

Conselho: se os seus filhos se queixarem durante mais de uma semana com uma dor nas costas deve ponderar levá-los a um especialista.

Ler mais

Exclusivos